Bombeiros retomam buscas por vítimas de deslizamento de terra

Quatro pessoas desapareceram após queda de barreira em grota.

Equipes do Corpo de Bombeiros retomaram na manhã deste domingo (28) as buscas por quatro pessoas da mesma família que estão desaparecidas. Elas ficaram soterradas depois que as chuvas causaram o deslizamento de uma barreira no bairro Santo Amaro, em Maceió.

Centenas de famílias na Grande Maceió estão desalojadas por causa das chuvas. Quatro corpos - entre eles o de uma criança - foram resgatados, e mais de 30 pessoas ficaram feridas por conta de deslizamentos de terra.

Um dos deslizamento de terra aconteceu por volta de 2h de sábado (27) e atingiu a localidade conhecida como Grota da Cycosa, onde a família ficou soterrada. Bombeiros foram acionados e deram início as buscas, que foram encerradas no início da noite por causa da falta de iluminação.

Estragos

Faz uma semana que chove forte em todo o estado, mas os estragos se intensificaram na madrugada de sábado. Há 250 famílias desalojadas na cidade de Marechal Deodoro. Na capital, que decretou estado de calamidade, a Defesa Civil estima que sejam 150.

O governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), informou na tarde de sábado que iria decretar situação de emergência em municípios que tiveram danos por causa das chuvas.


Moradores Ilhados

O nível da lagoa Manguaba subiu e moradores do Centro Histórico de Marechal Deodoro estão ilhados. A população está deixando as casas e, em algumas ruas, só é possível sair com a ajuda de canoas. Equipes do Exército ajudam na retirada de famílias que tiveram as casas tomadas pelas águas.

“Minha casa está cheia de água. Tudo alagado, as pontes de acesso estão cheias de água e só passam caçambas e tratores. Tem muita gente desabrigada e perdemos muitas coisas. Estou tentando ir na casa da minha mãe para ver como ela está e não condigo chegar”, relatou a moradora Lívia Alcântara.

O município de Marechal Deodoro decretou emergência por causa das chuvas. Foram registrados diversos alagamentos e enxurradas em vários pontos do município, deixando mais de 200 famílias desabrigadas.

A assessoria de comunicação da prefeitura informou que equipes estão nas ruas avaliando os danos, interditando ruas e atendendo aos chamados de ocorrência.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com