Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Carlos Said, o Mago de Aço, completa 89 anos hoje

"Sou teresinense e quero ir ao centenário" , suscitou o saudoso professor, jornalista, comentarista esportivo e cronista, Carlos Said.

Compartilhe

O saudoso professor, jornalista, comentarista esportivo e cronista, Carlos Said, o Mago de Aço, está completando 89 anos nesta terça (14).

Said entende de esporte como ninguém. Considerado o pioneiro da imprensa esportiva no Piauí, atuante, começou carreira na Rádio Pioneira, em 1962 e depois na Rádio Difusora de Teresina. Passou por diversos veículos de jornalismo e foi colaborador do Jornal Meio Norte. Além do rádio, trabalhou também na TV Cidade Verde. 

Carlos Said é o maior nome do jornalismo esportivo no Piauí. Foto/Reprodução.

Carlos Said foi ex-atleta do River do Piauí, clube que ajudou a fundar em 1946 e pelo qual foi tricampeão estadual em 52, 53 e 54 atuando como goleiro. 

Carlos Saiod foi ex-atleta do River mas jogou no 25 BC. Foto: Arquivo Pessoal.

Carlos Said fazia tudo com paixão: narrava, comentava, produzia e apresentava programas esportivos, mais se destacou mesmo como comentarista. Com jargões populares, por mais de 50 anos Said dividiu o microfone com Dídimo de Castro, uma das duplas de comentaristas mais atuantes do rádio.

Um problema nas cordas vocais, detectado em 83, o obrigou a um tratamento para voltar a falar, e com isso ficou conhecido como o "Magro de Aço".

Carlos concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Novas Fronteiras da Rede MN apresentado por Denis Silva  recordando lembraças e hitórias vivas de Teresina contada por ele mesmo e enfatizou que "sou teresinense e quero ir ao centenário".

Said concedeu entrevista ao Novas Fronteiras da MN. 

Emocionado ele declarou seu amor por Teresina.  "Eu já percorri o Brasil todo e futebol é esse dinamismo, agora Teresina é minha cidade  e eu a amo, não quiz sair daqui por dinheiro nenhum, recebi propostas para trbalhar no CE,MA,MG,RJ e SP, voltei, aqui nasci, cresci, trabalhei, casei e quero morrer na minha querida cidade", deseja ele. 

Said acompanhou o surgimento da Capital desde suas primeiras praças até a construção de estádios como Albertão e Lindolfo Monteiro. No depoimento ele fala do início da carreira ao desastre do Albertão. Acompanhe a entrevista:





Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar