Um grupo de carroceiros realiza na manhã desta terça-feira, 06 setembro, uma manifestação na frente da Câmara Municipal de Teresina, na Avenida Marechal Castelo Branco. Os manifestantes atearam fogo em troncos de árvores e bloquearam as duas vias da Avenida Marechal Castelo Branco. Carroças também foram usadas para impedir a entrada de carros e motos.

Os carroceiros protestam contra o projeto de lei de autoria da vereadora Thanandra Sarapatinhas que proíbe o uso de animais para tração em Teresina e determina que a Secretaria de Meio Ambiente (Seman) e o Centro de Zoonoses realizem um cadastro para reinserir os carroceiros em outras profissões vigentes na cidade.  

Um veículo do Corpo de Bombeiros está estacionado próximo à movimentação. Agentes da Polícia Militar e da Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans) foram acionados para auxiliar no desvio de rota. 

Tina Lima, presidente da Associação dos Carroceiros de Teresina, afirma que a manifestação espera receber até dois mil participantes ao longo desta manhã. Ainda não há previsão para o fim do ato, que começou às 6h30 de hoje.

“Enquanto ela não resolver conversar com a gente, não vamos sair daqui. Ela quer acabar com a classe dos carroceiros, para eles não existirem mais, a Thanandra não é mulher de conversa, faz os projetos sem conversar com a população e nunca procurou propor um acordo.

“A gente quer saber o porquê desse projeto de lei. Se for para fiscalizar e punir os carroceiros que maltratam seus animais ou necessidade de multa, a gente é a favor. Agora ela quer acabar com uma classe que não tem com o que trabalhar, tem tanta coisa para ela ajudar, mas ela prefere atacar quem não pode se defender”, falou o carroceiro Wilson Martins.

A vereadora se manifestou através de um transmissão ao vivo nas suas redes sociais onde relatou que está sendo ameaçada pelos carroceiros. “Eles estão aqui fazendo manifestação mais uma vez, não querem acabar com as carroças, querem continuar escravizando os animais, já falaram que querem a minha cabeça, que vão me matar, a gente tenta evoluir, ajudar e dá nisso”, declarou. 

“Soltaram foguete ainda pouco, os cavalos saíram correndo, capaz de serem atropelados, estão me xingando. Vale lembrar que o projeto esta condicionado a cada carroceiro ter um emprego, a prefeitura colocar eles no mercado de trabalho, ninguém vai ficar sem emprego e os animais vão para adoção. Em Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, todo lugar isso já acabou, porque aqui não pode acabar? Eu conto com todos vocês, isso tem que acabar, em pleno século XXI não é certo fazer o que fazem com os animais. Nenhum aqui vai deixar de trabalhar, não vou tirar o cavalo da pessoa e deixar morrer de fome, eles já vão ter emprego, vai ter 90 dias para a prefeitura montar uma equipe para se programar, estudar, dar outras possibilidades depois de 90 dias vai começar o prazo de cadastramento”, disse. 






Ver essa foto no Instagram










Uma publicação compartilhada por Thanandra Sarapatinhas (@thanandra.sarapatinhas)

A equipe da Ciptran está no local da manifestação realizada pelos carroceiros na Avenida Marechal Castelo Branco. Em entrevista ao meionorte.com, o sargento Vanderlande explica como está sendo feito a alteração da rota no sentido sul para evitar congestionamentos no local.

"Foi solicitado para que a gente comparecesse no local devido a manifestação dos carroceiros, chegamos para evitar um atrito maior dos manifestantes com os condutores nós resolvemos desviar a rota", declarou.






Ver essa foto no Instagram










Uma publicação compartilhada por Grupo Meio Norte Comunicação (@meionorte)

O QUE É O PROJETO

A vereadora e protetora independente Thanandra Sarapatinhas protocolou um Indicativo de Projeto de Lei na Câmara Municipal que institui o programa de Redução Gradativa dos Veículos de Tração Animal com a inserção social dos condutores no mercado de trabalho. A matéria já está tramitando nas comissões e será lida em plenário nesta terça-feira (06).

A proposta da vereadora proíbe o uso de animais para tração em Teresina e determina que a Secretaria de Meio Ambiente (Seman) e o Centro de Zoonoses realizem um cadastro para reinserir os chamados, “carroceiros”, em outras profissões vigentes na cidade. O projeto de Thanandra Sarapatinhas também regulamenta diversos outros mecanismos deste seguimento.

O projeto de lei estabelece que a Prefeitura de Teresina faça a doação de bicicleta de carga ou qualquer outro veículo similar acoplado a uma caçamba de baixo custo e de simples manutenção para os carroceiros cadastrados. O prazo para o direcionamento dos condutores e à inserção no mercado de trabalho é de um ano.

“Após transcorridos os prazos e cumprido todos os termos, fica terminantemente proibida a circulação de Veículos de Tração Animal em urbana no município de Teresina”, estabelece o parágrafo V do Artigo segundo da lei.

A lei ainda prevê que o profissional que descumprir a nova regra terá o veículo apreendido. Já o animal será levado para o Centro de Zoonoses e, se não for restituído em 30 dias, será doado para instituições que fazem o uso de equoterapia para Pessoas Com Deficiência (PCDs).