Cearense bomba na internet com vídeo sobre o calor em Paris

Max Petterson já foi visto mais de 1 milhão de vezes no Facebook

Nascido na região do Cariri, ali na divisa entre Ceará e Pernambuco, Max Petterson mora em Paris há quase três anos. Estudando teatro na capital francesa, o ator pode não ser conhecido do grande público brasileiro, mas em menos de 48 horas já foi visto mais de 1 milhão de vezes no Facebook, em um vídeo em que Max tira um sarro do verão francês.

"Gente, vou aproveitar esse vídeo para dar um conselho pra vocês que querem vir para a Europa, para a França e para Paris no mês de junho, julho e agosto. Não venha! Venha não porque é um calor da molesta. É um negócio pra lhe matar. Eles acostumam você com o frio pra quando chegar no mês de junho, ficar numa perdição dessa", desabafa Max, numa gravação que dura pouco mais de dois minutos. Mas que vem arrancando gargalhadas de muita gente por bastante tempo.

O cearense conta que aquele no vídeo não é um personagem e que costuma enviar áudios e vídeos o tempo todo para seus amigos, seja via WhatsApp ou Facebook.

— Sempre soube que tinha um ar humorístico muito forte. Sem falsa modéstia, sempre fui muito querido pelas pessoas por onde passava, até aqui em Paris mesmo. Recentemente tive uma amiga que veio me visitar e estava muito triste, deprimida. Quando voltou pro Brasil, estava melhor! Inclusive foi ela que me incentivou a publicar este vídeo — relata Max.

Nos comentários de sua postagem, muita gente questiona como uma pessoa oriunda do Cariri, uma região tão quente, estranha o calor da França no verão.

— A diferença é que aqui nada é adaptado pro calor, no Ceará, sim. No Ceará a gente tem clubes, praias, lugares próprios pra se refrescar...as paredes são frias, tem ar condicionado em tudo que é canto! Aqui, na Europa, não. E no Ceará o sol nasce de manhã e se põe às cinco da tarde, aqui, não. Ontem eram onze da noite e estava fazendo 34 graus! — desabafa o brasileiro, em tom de deboche.

Questionado sobre o nível de calor que vem enfrentando nos últimos dias em Paris, Max é direto. "Tá horrível, pior que romaria", dispara o ator, logo emendando sobre sua reação diante do sucesso repentino de seu vídeo.

— Parece 'Black Mirror'. Sempre pedi pra vida reconhecimento, até porque sou do teatro. Daí ele veio por esse lado..Ainda não acredito, não sei o que é 1 milhão de pessoas entrando no meu Facebook. Senti certo medo, até desse ódio virtual tão presente. Mas até que a repercussão tem sido boa e não dá pra agradar todo mundo, né? Nem Jesus agradou! — pondera Max.

O ator, que já fez até figuração em plateia para bater palma, hoje trabalha como consultor de moda de uma grife americana.

— Dou conselho pras madames europeias sobre como se vestir. E vou te dizer: o mercado de moda verão aqui é igual ao do Ceará. Quando chega o frio, é tudo chiquérrimo, mas nesse calor é só blusinha básica, regatinha, mas só que de marca. A única diferença é a etiqueta.

Em paralelo ao trabalho na área fashion, Max continua estudando teatro, área de atuação que domina desde os 13 anos, quando começou. Para o futuro, ele não descarta aproveitar o "boom" gerado pelo vídeo viral.

— Não quero ser resumido a uma pessoa do interior do Ceará que tem um sotaque engraçado e que reclama das coisas. Existe muito mais do que isso — diz o rapaz.

Fonte: Extra
logomarca do portal meionorte..com