As chuvas intensas que caem sobre o Piauí desde o final de dezembro de 2021 fez aumentar o nível das barragens e pelo menos quatro já se aproximam do volume máximo. Segundo dados da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), que acompanha o nível de 27 reservatórios no Piauí, o açude Salinas, em São Francisco do Piauí já opera com 93% da capacidade. No final de dezembro, o reservatório estava com a capacidade de 81%. Em Padre Marcos, as chuvas elevaram o nível da barragem do Estreito e já opera com 87% da capacidade. No final de dezembro, a água acumulada marcou volume de 61%.

Já os açudes Piracuruca  (em Piracuruca) e Jenipapo (em São João do Piauí) também elevaram o nível e chegaram a 89% e 88% da capacidade, respectivamente, nesta sexta-feira (7).  

Chuvas elevam volume de reservatórios em municípios do Piauí; Veja previsão - Imagem 1

Apesar das chuvas, grande parte dos reservatórios permanecem com baixo volume, a exemplo de Cajazeiras (em Pio IX) e Petrônio Portela (em São Raimundo Nonato), que alcançaram inexpressivos 6% e 19%, nesta sexta-feira.   

"Houve elevação [no nível dos açudes] mas não muito expressivo para recarga de alguns reservatórios.  Piracuruca, por exemplo, permaneceu numa situação confortável em 2021, mesmo no período mais seco. As chuvas em 2020 e 2021 não foram tão ruins, o que contribuiu para isso. Mas com as chuvas previstas  a serem acima da média no trimestre jan-fev-mar/2022,  certamente muitos atingirão volumes expressivos", explica Sônia Feitosa, Gerente de Hidrometeorologia da Semar.  

Barragem Mesa de Pedra, em Valença | FOTO: Ronan LimaBarragem Mesa de Pedra, em Valença | FOTO: Ronan Lima

No Piauí, devido às anomalias positivas de chuvas, houve recuo da seca grave na faixa central do estado. No mês de novembro de 2021,  foram registradas chuvas acima da média histórica no Piauí. Até a segunda quinzena de dezembro as chuvas variaram de normal acima da média no norte, centro-norte e sudoeste. No sudeste foram de normal a levemente abaixo, em algumas áreas. Entretanto, os últimos dias do mês foram marcados por episódios de chuvas fortes. 

Mais chuvas previstas para o Piauí

A previsão para o primeiro trimestre deste ano é de mais chuvas, segundo o boletim da Semar. A probabilidade do auge da condição de La Niña ocorrer entre janeiro e março é maior que 80%, persistindo em sua fase ativa até a estação de outono (entre março e junho).

Pelos próximos dias, há grandes chances de chuva em razão das instabilidades induzidas pelo canal de umidade e também pela Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Em Teresina, o tempo vai ficar nublado com previsão de pancadas de chuvas com trovoadas.