Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Com o retorno de cirurgias, Hemopi alerta sobre aumento por sangue

Com o retorno dos procedimentos cirúrgicos eletivos, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) chama atenção para o aumento da […]

Compartilhe

Com o retorno dos procedimentos cirúrgicos eletivos, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) chama atenção para o aumento da demanda por sangue. Com a pandemia, houve uma diminuição de 50% no número de doadores. A reabertura de clínicas e hospitais para procedimentos agendados pode acarretar dificuldades no abastecimento de sangue.

O diretor do Hemopi, Jurandir Martins, explica que os esforços têm sido constantes para aumentar o número de doadores nas quatro unidades. “O Hemopi é responsável pelo abastecimento de toda a rede pública e parte da rede privada. Nestes meses conseguimos equilibrar o abastecimento, mas com a volta dos procedimentos eletivos, o estoque pode não ser suficiente para atender a demanda”, declarou.

Hemopi

Existe uma demanda por sangue que é constante, seja nos serviços de urgência e emergência, ou para pacientes que necessitam de transfusões em decorrência de doenças como a anemia falciforme e as neoplasias. Com a volta da cirurgias eletivas a demanda só aumenta. “Lembramos que é preciso manter o estoque com todos os tipos sanguíneos disponíveis para atender a demanda diária dos hospitais e pacientes. E pedimos para aqueles que estejam saudáveis, sem sintomas de gripe ou resfriado, que possam colaborar com o hemocentro doando sangue. Nesse momento precisamos da solidariedade do povo do Piauí que sempre se mostrou presente quando quando convocado”, descreve Jurandir Martins.

O Hemopi tem investido em ações visando captar mais doadores e aumentar o fluxo do estoque. “Realizamos algumas ações com a Unidade Móvel na Ponte Estaiada e tivemos uma boa resposta do público que atendeu ao nosso chamado. Nas 4 vezes em que estivemos lá foram quase 500 bolsas coletadas. Estamos agora analisando outros locais que tem condições parecidas com as da ponte e atendem as normas de segurança exigidas para poder levar a Unidade Móvel a outras regiões de Teresina”, explica do diretor do Hemopi.

O Hemopi tem se esforçado para atender a demanda por sangue no Estado, mesmo com a diminuição de 50% no número de doações de sangue durante a pandemia. Além das campanhas na Unidade Móvel, foram feitas parcerias com aplicativos de mobilidade, reforço de campanhas internas com igrejas, escolas, órgãos governamentais e do poder judiciário, militares, empresas e sociedade civil.

“Também reforçamos nossas medidas de biossegurança a com a implantação de uma Cabine de Higienização Individual e a sanitização de todas as 4 unidades de Coleta – Teresina, Picos, Parnaíba e Floriano. Além disso, o hemocentro disponibilizou aos doadores a possibilidade de agendamento das doações para evitar ainda mais aglomerações e reduzir o tempo de permanência dentro de suas instalações físicas”, pontua Jurandir Martins.

Caso o doador queira, ele também pode agendar a doação pelos telefones: Teresina (86) 9 88946614, Parnaíba (86) 9 8894 7159, Picos (89) 9 8801 1717 e Floriano (89) 9 8801 1984.

O Hemopi funciona de segunda à sexta, das 7h15 às 18h. Sábados e feriados até às 17h, sem pausa para o almoço. As unidades regionais de Picos, Parnaíba e Floriano funcionam de segunda à sexta de 8h às 17h.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar