Comissão elaborará proposta para controlar frequência em hospitais

Em conformidade com as necessidades específicas dos hospitais

Devido às peculiaridades de algumas funções na rede hospitalar do Estado, o secretário Florentino Neto instituiu uma comissão para elaborar uma proposta para o controle de frequência dos servidores da Saúde, de acordo com o Sistema de Ponto Eletrônico. A instituição da comissão foi apresentada nesta quarta (4), ao Sindicato dos Médicos do Piauí (SIMEPI), quando também foi explanada sobre a folha suplementar a ser paga no próximo dia 14.

De acordo com ele, a Comissão será responsável por elaborar a parametrização do sistema, em conformidade com as necessidades técnicas específicas das unidades hospitalares e metas de produção estabelecidas pela Secretaria Estadual de Saúde, ressaltando a importância da implantação do gerenciamento compartilhado do Sistema de Ponto Eletrônico. “Observamos que o corpo funcional administrativo está colaborando para o cumprimento adequado do sistema de controle de frequência, mas detectamos a existência de problemas na parametrização em algumas unidades hospitalares”, explica.

A comissão será formada por diretores dos seis hospitais de Teresina, por membro da Procuradoria Geral do Estado (PGE), por representantes da Controladoria Geral do Estado (CGE), da Diretoria de Gestão de Pessoas e ainda da Agência de Tecnologia e Informática (ATI), assim como integrantes da SEADPREV. Tudo visando o mais adequado cumprimento do Decreto Governamental que regulamenta o Controle de Frequência. 

Em relação ao pagamento dos servidores, o secretário afirmou que será emitida uma folha salarial suplementar, para que sejam feitas as devidas correções no pagamento dos salários dos servidores, que será feito no próximo dia 14 de julho.

As propostas serão apresentadas ainda hoje, 4, aos médicos, durante assembleia extraordinária, foi o que afirmou o  presidente do SIMEPI, Samuel Rego. Segundo ele, aprovadas, os profissionais retornam amanhã, 5, as atividades regularmente.

Fonte: Com informações do Portal do Governo