O corpo de João Paulo Diniz foi velado e sepultado na tarde desta segunda-feira (1), em São Paulo.

O velório ocorreu na Funeral Home, na região da Avenida Paulista, no Centro de São Paulo. O corpo foi enterrado às 17h. As cerimônias foram restritas a amigos e familiares.

Corpo de João Paulo Diniz é velado e enterrado em São PauloCorpo de João Paulo Diniz é velado e enterrado em São Paulo

O empresário, de 58 anos, morreu no domingo (31) em Paraty (RJ). Filho do também empresário Abílio Diniz, fundador do grupo Pão de Açúcar, João Paulo sofreu um infarto. Ele deixa mulher e quatro filhos.

Quem era João Paulo Diniz

João Paulo mantinha uma empresa de investimentos nos setores de academias, restaurantes, tecnologia, imobiliário e de mobilidade. Ele também integrava o conselho da Península, que centraliza os investimentos da família Diniz.

O empresário se apresentava em suas redes sociais como um apaixonado pelo esporte, era presidente da iniciativa Pacto Pelo Esporte, iniciativa entre patrocinadoras que busca ajudar entidades do setor a adotarem uma gestão profissional.

Na última quarta-feira (27), João Paulo anunciou o lançamento da SIGA Latin America, expansão continental de uma coalizão mundial de integridade no esporte. A iniciativa busca promover transparência, integridade e boa governança em projetos no esporte brasileiro.

O empresário era um defensor dos benefícios do esporte e advogava pela inclusão da atividade nas escolas. Ele se tornou atleta e com frequência participava de competições de triatlo.

"Desde pequeno o incentivei a praticar esportes e, conforme foi crescendo, buscou atividades que tivessem a ver com as paixões dele e o jogo virou: quem passou a me inspirar foi ele. Graças ao João, pratiquei natação, ciclismo e até triatlo", escreveu Abílio em suas redes sociais no aniversário do filho em 2020.

Acidente aéreo em 2001

Em 2001, João Paulo sobreviveu à uma queda de um helicóptero, que voava com destino à praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. A aeronave caiu no mar durante uma forte tempestade.

Os tripulantes sobreviveram ao impacto, mas a então namorada de João Paulo, a modelo Fernanda Vogel, e o piloto Ronaldo Jorge Ribeiro não conseguiram nadar até o socorro chegar ao local.

João Paulo e o copiloto Luiz Roberto de Araújo Cintra sobreviveram depois de nadar por cerca de 1h30 até a praia.

O Grupo Pão de Açúcar, fundado pela família Diniz, pagou R$ 2,1 milhões em indenização à família de Fernanda por conta do acidente.