Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Covid-19: Basílica de Aparecida celebra missas sem fiéis

A imagem de Nossa Senhora poderá ser visitada, com limite de 50 pessoas por vez, até as 21h no sábado (10) e das 5h de domingo às 21h do dia seguinte.

Compartilhe

No lugar das multidões, celebrações televisivas e pelas redes sociais. A comemoração do 12 de Outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do país, acontecerá apenas virtualmente neste ano na cidade de Aparecida (SP) devido à pandemia de Covid-19. As informalções são da Folha de São Paulo.

Ao explicar a decisão de fazer as celebrações não presenciais em um comunicado, o padre Eduardo Catalfo, reitor do santuário de Aparecida, disse que a igreja entende que a experiência de fé de cada devoto também é vivida a partir do cuidado que demonstra por ele.

“Durante as celebrações da novena e da festa da padroeira os devotos serão representados por funcionários ligados às obras de evangelização do santuário”, disse. O tema deste ano é “Com Maria, em família, revestir-se da Palavra de Deus”.

No santuário, haverá missas na segunda-feira (12) às 9h e às 18h, sem a presença de fiéis nos bancos. Apenas a visitação na igreja está liberada, das 5h às 17h até domingo (11), e, na segunda-feira, das 12h às 17h.

A imagem de Nossa Senhora poderá ser visitada, com limite de 50 pessoas por vez, até as 21h no sábado (10) e das 5h de domingo às 21h do dia seguinte.

Imagem de Nossa Senhora Aparecida (Foto: TV Aparecida)

Já na basílica velha, as celebrações acontecerão neste sábado às 9h e às 12h. No domingo, às 8h e às 12h e, na segunda-feira, às 7h (missa das crianças), 12h ( ngelus e missa) e 15h (consagração solene). Nela, está liberada a visitação à imagem das 17h às 19h, diariamente.

Além da visitação ao Santuário Nacional e à imagem da padroeira, setores como posto médico, tenda dos peregrinos e CAR (Centro de Apoio ao Romeiro) funcionarão normalmente. O uso de máscara é obrigatório.

Ônibus de turismo estão proibidos de circular na cidade, conforme decreto da prefeitura, independentemente do número de pessoas a bordo. Nos hotéis, a capacidade permitida é de 50% —era de 30% até o dia 17 de setembro.

Procissões externas, vigílias, carreatas, passeio ciclístico e apresentações musicais e artísticas com presença de público foram cancelados. Embora não sejam proibidas, as romarias a pé ou de bicicletas não são recomendadas pelo santuário.

Neste ano, o total de romeiros que já se dirigem a pé até Aparecida apresentou redução, conforme dados da concessionária NovaDutra.

Enquanto entre setembro e a primeira semana de outubro do ano passado foram cerca de 2.700 romeiros, neste ano o total é de 1.600, segundo Diego Dutra, coordenador de interação com clientes da CCR Nova Dutra.

Covid-19: Basílica de Aparecida celebra missas sem fiéis

Em 2019, foram mais de 30 mil caminhando pelos acostamentos da Dutra entre setembro e novembro, dos quais 25 mil entre 10 e 13 de outubro, 51% mais que em 2018.

“Como a basílica está divulgando que a festa é pelas redes sociais e não haverá missas, creditamos a isso essa diminuição. Não é uma mistura legal a Dutra ter carros e pedestres, o desenho da rodovia é para atender a logística nacional, ligar São Paulo ao Rio”, disse.

A concessionária também não recomenda essa manifestação de fé devido ao risco para os peregrinos. Seis foram atropelados em 2019 —houve uma morte. Neste ano, ao menos três romeiros foram atropelados no acostamento.

Por isso, a indicação é que utilizem a Rota da Luz, em estradas secundárias, com 201 quilômetros cortando nove municípios e que parte de Mogi das Cruzes.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar