Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

CUFA ampara mães das favelas de Teresina durante pandemia da Covid-19

Em dois meses, a entidade doou 5 toneladas de alimentos para mães chefes de família em situação de vulnerabilidade na região da Grande Teresina

Compartilhe

A Central Única das Favelas (CUFA) atua há 10 anos Piauí. Em dois meses, a entidade doou 5 toneladas de alimentos para mães chefes de família em situação de vulnerabilidade na região da Grande Teresina. A ideia é empoderar as famílias de dignidade e proteção social durante este período tão difícil da pandemia do novo coronavírus.

Alimentos são doados para mulheres que moram na periferia de Teresina - Foto: Raíssa Morais

As mães recebem um valor financeiro em um cartão digital, além de insumos não perecíveis e duas cartelas de ovos. Pode parecer pouco, mas para quem tem que alimentar uma grande família faz toda a diferença. É o caso de Francinete Teixeira Alves da Silva, de 67 anos. Ela cuida de nove netos, além de um filho acamado. 

Em sua família ninguém nunca recebeu bolsa família após a mãe abandonar as crianças. “Está difícil. Sou feirante e não tenho como trabalhar na feira. Acabou tudo. A situação ficou difícil. Então fica difícil alimentar tanto gente. Aqui e acolá a gente recebe merenda das escolas, mas nunca recebi bolsa família. Casa com muita gente nada dá. Minha aposentadoria é 600 reais por causa de empréstimo”, conta.

Alexandra Nogueira, 33 anos, mãe de um filho de 10 anos, também sofre na pele o sofrimento de cuidar da criança sozinha. Com dificuldade para arrumar bicos como diarista, a ajuda veio em boa hora. “Sou pai e mãe ao mesmo tempo. Eu sou empregada doméstica e trabalho na diária, nunca parei. Não tenho emprego ou renda. Diminuiu muito a procura pelas faxina com a pandemia. Meu filho fica na casa da avó. Ele estuda pela internet, usando o celular. Essa ajuda acontece há dois meses e tem sido muito bom para a gente”, relata.

Mães chefes de família recebem ajuda de projeto social em Teresina - Foto: Raíssa Morais

Rosa Gomes, de 61 anos, não tem nenhuma renda, mas precisa ajudar em casa. “Estou praticamente sem nada. Um filho meu faleceu de um acidente de moto. Fico dependendo da ajuda de parentes porque não sou aposentada. O projeto é bom, estou inscrita e espero que continue. Não sei como conseguimos suportar tanto sofrimento”, lamenta.

Fortalecendo mães chefes de família

A CUFA recentemente distribuiu insumos em um Residencial da Zona Sul de Teresina. Ednard Rossine, coordenador da região, explica como as beneficiadas são cadastradas. “Nós focamos em mães de Teresina, inclusive zona Rural, além de famílias de Timon. Nosso foco são aquelas mães que cuidam dos filhos sozinhas e que não recebem nenhum benefício do governo. Ao todo são 1.600 famílias beneficiadas. Elas recebem um cartão PicPay, com R$120, cesta básica e cartelas de ovos. O projeto foi desenvolvido para a pandemia, mas vamos fazer o pós-pandemia também. Queremos potencializar essas famílias na parte social, educacional e cultural”, explica.

Ednard Rossine, coordenador da Cufa região Sul, faz entrega de alimentos - Foto: Raíssa Morais

Ele revela que é engrandecedor ajudar tantas pessoas. “Para nós é uma sensação gratificante ajudar essas pessoas. Sabemos o corre-corre de todo mundo. Mas é preciso tirar um tempo para ajudar quem precisa. E é como temos trabalhado nesse período tão difícil”, considera.

Projeto auxilia financeiramente e com alimentos

O projeto “Mães de Favela”- desenvolvido pela CUFA - auxilia financeiramente e com alimentos mulheres, chefes de família da periferia, afetadas economicamente com a pandemia do novo coronavírus. Esse projeto é nacional, com atuação também em Teresina. As doações são arrecadadas por meio de lives de artistas, parcerias com empresas e doações de pessoas físicas. 

Gil VB, coordenador da CUFA em Teresina - Foto: Raíssa Morais

A CUFA (Central Única das Favelas) é uma organização brasileira reconhecida nacional e internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural que existe há 20 anos. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros. A entidade promove atividades nas áreas da educação, lazer, esportes, cultura e cidadania, como grafite, DJ, break, rap, audiovisual, basquete de rua, literatura, além de outros projetos sociais.

Gil VB, coordenador da CUFA em Teresina, conta que somente na região foram doados, além das 5 toneladas de alimentos, 3 mil vales refeições e 5,5 mil dúzias de ovos. “Temos projetos de grafite, dança, informática. Mas com a pandemia, percebemos que temos mães com grandes dificuldades. Aquelas que estão desempregadas, que têm cinco filhos, que são sozinhas. Enfim. É feito um pré-cadastro com o mapeamento”, revela.

Projeto social distribui renda e alimentos para mães de baixa renda em Teresina - Foto: Raissa Morais

O projeto está no Parque Sul, Promorar, Lourival Parente, Bela Vista, Saci, toda a zona Leste, zona Sudeste e Timon. Na zona Rural são beneficiadas as comunidades de Santa Teresa e Cacimba Velha, em Teresina. “Sabemos que as favelas sempre estiveram isoladas. Agora, mais ainda. Então estamos amenizando a situação dessas mães. Queremos que as ajudas continuem”, finaliza Gil VB. (L.A)

 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar