Cuidadora é morta por tigres em zoológico do Reino Unido

O parque foi fechado e nenhum animal foi sacrificado

A polícia de Cambridgeshire informou nesta terça-feira que o tigre responsável pelo ataque a uma cuidadora do zoológico Hamerton, no Reino Unido, não foi sacrificado. Identificada como Rosa King, de 33 anos, a funcionária morreu no que a instituição chamou de "incidente horrível" na manhã de segunda-feira(29). 

Rosa estava dentro do recinto quando o animal pulou sobre ela e a atacou. O visitante Pete Davis relatou que viu uma cuidadora correr para a jaula na tentativa de ajudar uma colega que gritava. Com expressão de medo, funcionários mandavam os turistas saíram dali.

Cuidadora é morta por tigres em zoológico do Reino Unido
Cuidadora é morta por tigres em zoológico do Reino Unido


"Foi um caso de total pânico. Vi cuidadores correrem e lançarem baldes de carne para controlar os tigres. Eles nos prenderam em um cômodo por 10 minutos. De lá, dava para ver os cuidadores com as mãos na cabeça", contou Davis.

O parque foi fechado e de acordo com a polícia, não houve fuga de animais.

"Ela não teria feito nada diferente, é o que ela sempre fez e sempre amou fazer. Cuidar de animais", disse a mãe de Rosa, Andrea King, em entrevista à Press Association.

"Rosa não era apenas uma cuidadora do zoológico. Ela era o zoológico. Era o ponto central daquilo, o brilho dali", destacou o amigo e fotógrafo de vida selvagem, Garry Chisholm, em seu Facebook.

Fonte: Com informações do Extra