Defensoria instala sala para atendimento na Central de Flagrantes

A instalação definitiva da sala da Defensoria na Central

A defensora pública geral do Estado do Piauí Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes visitou na manhã desta terça-feira (06) o espaço da Central de Flagrantes onde será instalada a Sala da Defensoria Pública. A Defensora Geral foi recebida pelo delegado geral,  Riedel Batista,  e pela delegada  Alessandra Santos Silva. Também presente ao encontro o coordenador do Núcleo Especializado de Direitos Humanos da DPE-PI, Igo Castelo Branco Sampaio.

O objetivo da instalação da sala na Central de Flagrantes é agilizar o atendimento prestado pela Instituição às pessoas no ato da prisão , assim como àquelas que atualmente se encontram detidas no local.

“A Defensoria Pública  é uma parceira da atividade policial civil. Servimos ao Poder  Judiciário e temos que ter a garantia de que as pessoas presas terão uma boa defesa, o que é feito pela Defensoria Pública, assim como pela OAB que já se encontra aqui instalada. Temos que respeitar a Lei e a garantia dos direitos humanos e a Defensoria vem chancelar essas garantias em relação às pessoas que são trazidas para a Central”, disse o delegado Riedel Batista.

“A presença da Defensoria na Central de Flagrantes vai solucionar muitos problemas em relação aos direitos humanos porque evitará qualquer tipo de violação. Um Defensor no local deverá impedir qualquer comportamento agressivo, assim como será uma garantia para que o preso assistido possa fazer alguma denúncia.  A própria estrutura da Central poderá ser questionada com a presença de um Defensor, porque ele estará atento às condições dadas aos presos que para ali forem conduzidos”, disse o coordenador do Núcleo Especializado de Direitos Humanos, Igo Sampaio, que aproveitou a oportunidade para agendar novo encontro com o delegado geral objetivando tratar especificamente das garantias oferecidas aos presos.

A defensora pública geral do Estado do Piauí, Hildeth Evangelista, disse que  a Defensoria dentro da Central de Flagrantes será um avanço. “Realmente estaremos ocupando um espaço mais que necessário para fazer valer a nossa missão defensorial junto às pessoas  privadas de liberdade, especialmente no caso  dos flagrantes, onde a presença de um Defensor Público será uma garantia dos direitos Constitucionais. Agradecemos a boa vontade do Delegado Geral, Dr. Riedel Batista, que demonstra  zelo na condução desse processo de garantia de direitos. Creio ser esse mais um importante passo para a Defensoria Pública”, afirmou.

A instalação definitiva da sala da Defensoria na Central de Flagrantes deverá acontecer ainda neste ano de 2016.

Fonte: Com informações do Portal do Governo