Defesa de médico que matou 5 vai recorrer da sentença de juíza

O acidente aconteceu em junho de 2012.

Na última quarta-feira, dia 13, a juíza Andrea Parente Lobão Veras, da Comarca do município de Altos, condenou o médico Marcelo Martins de Moura, acusado de  matar cinco pessoas de uma mesma família durante um acidente ocorrido na BR-343 em junho de 2012, a quatro anos e oito meses de prisão pelo crime de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). 

Em nota, a defesa do médico agora feita pelo advogado Lucas Villa, afirma que vai recorrer da decisão da juíza.

Confira a nota completa:

O Advogado Lucas Villa, defensor do médico Marcelo Martins de Moura, pretende recorrer da decisão judicial que aplicou a sentença de 4 anos e 8 meses de detenção, em regime semi-aberto. O motivo é que a pena base foi fixada muito acima do mínimo legal. O médico tem o direito de recorrer em liberdade e foi absolvido da acusação de omissão de socorro. Originalmente o médico havia sido acusado por homicídio doloso (quando há a intenção de matar) duplamente qualificado. A defesa conseguiu provar que, na verdade, não houve dolo (a intenção de matar), então o juízo concedeu a sentença por homicídio culposo no trânsito.


Fonte: Portal MN