Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Dor de cabeça: quando procurar um médico?

ensidade ou região afetada é diversa, assim como suas causas

Compartilhe
Google Whatsapp


Após estudos recentes, divulgados em março de 2018, a dor de cabeça foi classificada pela Organização Mundial da Saúde como uma das dores mais incapacitantes. Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia cerca de 70% da população do país sofre do problema com frequência.

A intensidade ou região afetada é diversa, assim como suas causas. Uma noite mal dormida, picos de estresse ou desiquilíbrios hormonais são fatores recorrentes. Os tipos mais comuns de dor de cabeça são enxaqueca com e sem aura (com sintomas visuais e sensitivos - ou sensibilidade à luz e barulho), cefaleia tensional (excesso de tensão nos músculos do pescoço e da cabeça, que ficam junto ao crânio) e cefaleia cervicogênica (causada por hérnia de disco, artrose, problemas posturais ou excesso de contratura muscular, motivado por estresse e ansiedade).

Segundo o neurologista , Dr. Fabiano de Moraes, é fundamental procurar orientação médica quando a dor de cabeça for súbita, quando for extremamente intensa ou quando ela se torna diária ou progressiva (cada vez pior e mais frequente).

Também é fundamental estar atento a outros sintomas associados a ela, como visão dupla, desequilíbrio, fraqueza ou dormência de algum lado do corpo, além de febre e perda de peso. “São considerados sintomas preocupantes que devem motivar a busca imediata de um melhor diagnóstico”, esclarece o neurologista.

Tomar analgésicos com frequência também é um sinal de alerta. “Os analgésicos quando tomados mais de duas vezes na semana, podem fazer o papel contrário do esperado. Eles pioram a dor em vez de melhorá-la. Isso acontece porque os medicamentos acabam sensibilizando mais o cérebro permitindo que a dor se torne crônica”, finaliza Dr. Fabiano.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×