Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Doria decreta quarentena por 15 dias em SP; começa na terça (24)

A medida visa conter o avanço do novo coronavírus no estado.

Compartilhe

O governador de São Paulo, João Doria, decretou neste sábado (21) quarentena obrigatória para todos os 645 municípios do estado a partir da próxima terça-feira (24) por 15 dias, ou seja, até 7 de abril. A medida visa conter o avanço do novo coronavírus no estado. 

Com essa medida, comércio e serviços não essenciais deverão ser fechados em todas as cidades paulista, incluindo salões de bares e restaurantes – que podem continuar operando via delivery. A medida ainda pode ser renovada, estendida ou suprimida, disse Doria, que também afirmou que as medidas para suprimir a circulação de pessoas estão sendo aplicadas gradualmente. 

Estabelecimentos nas áreas de saúde pública e privada, alimentação, abastecimento, segurança e limpeza estão excluídos desse decreto e podem funcionar ao longo da vigência. Nenhuma medida anunciada atinge indústrias. 

Veja também

ver mais de "coronavírus"

Em saúde, Doria listou hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas – todos podem continuar funcionando. Empresas de segurança, zeladoria e limpeza, públicas ou privadas, seguem em funcionamento, seguindo as orientações das autoridades. Em segurança e saúde, foram suspensas as férias dos profissionais temporariamente.

Supermercados, hipermercados, padarias (com serviços de abastecimento) e açougues são exceções. No entanto, serviços de alimentação preparada, como restaurantes, deverão fechar seus salões e podem funcionar, se desejarem via delivery.

Outras empresas que seguem funcionando regularmente são transportadoras, armazéns, postos de combustíveis, oficinas e serviços de transporte (incluindo táxis), pet shop e bancas de jornais, todos seguindo os resguardos e cuidados das orientações sanitárias dos médicos e especialistas.

Bancos e serviços bancários, incluindo lotéricas, seguem funcionando normalmente. Todas as prefeituras do estado enviarão medidas para que empresários, dirigentes possam comunicar de forma adequada as orientações aos seus profissionais, por isso a medida passa a valer na terça-feira, de acordo com o governador.

O governador voltou a recomendar que todas as pessoas com mais de 60 anos que possam permanecer em casa não saiam se não houver urgência. “Estamos em uma guerra. Não é possível viver uma guerra, sobretudo uma guerra de saúde, sem a solidariedade de todos”, disse Doria.

Ele também manifestou repúdio pela organização de festas em qualquer ambiente e disse que irá usar a força policial para evitar aglomerações. “Vamos adotar medidas policiais para evitar bailes funk”, disse.

O estado de São Paulo é o mais afetado pela pandemia no Brasil, com 396 casos confirmados e 15 mortes de pessoas infectadas até o momento.

“Não teremos colapso”

Questionado sobre a fala da última sexta-feira do ministro da Saúde, Luiz Mandetta, sobre a possibilidade de “colapso” no sistema de saúde nacional, Doria disse que a declaração pode ter sido um equívoco e garantiu que não haverá situação semelhante no sistema de saúde estadual. “Não teremos colapso, posso garantir”, disse ele.João Doria



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar