João Doria toma posse como prefeito de São Paulo

Prefeito eleito foi empossado em cerimônia na Câmara Municipal

O prefeito eleito João Doria (PSDB) e o vice Bruno Covas tomaram posse neste domingo (1º) para um mandato de quatro anos à frente da Prefeitura de São Paulo. Doria prometeu "respeito à ética e à transparência" e prometeu eficiência e inovação em sua gestão. "Sermos eficientes, inovadores para sermos transformadores na cidade de São Paulo.

Doria disse que irá todo mês à Câmara Municipal em sinal de repeito ao Poder Legislativo. "É um respeito à transparência e a ètica na gestão pública. Tenho certeza que o Legislativo também dará uma demonstração clara de transparência e ética."

"Vamos governar para todos em São Paulo", disse Doria.

Ele voltou a repetir um discurso de sua campanha eleitoral, a de que não é político, mas um gestor. "Farei gestão à frente de São Paulo, respeitando os políticos como respeito a memória do meu pai, que foi deputado federal."


Doria destacou que São Paulo "é a capital do Brasil". "A cidade não é dos paulistanos, é dos brasileiros".

O novo prefeito de São Paulo afirmou que nesta segunda-feira (2), "antes do sol raiar", estará vestido de gari junto com sua equipe de secretários e alguns empresários para fazer uma ação de limpeza na região central de São Paulo, na operação que ele batizou como 'Cidade linda'. "Estaremos vestidos de garis como gente simples que recebe seu trabalho para dar demonstração de humildade, igualdade e capacidade de trabalho."

Cerimônia

Os 55 vereadores eleitos tomaram posse de seus cargos, com leitura de termo de compromisso repetindo a frase "Assim o prometo". Em seguida, o prefeito João Doria, e o vice, Bruno Covas, assinaram seus termos de compromisso.

"Prometo exercer com dedicação e lealdade o meu mandato, cumprindo e fazendo cumprir a Constituição da República, a Constituição Estadual, a Lei Orgânica do Município e a legislação em vigor, defendendo a justiça social, a paz e a igualdade de tratamento a todos os cidadãos", disse Doria.


Em seguida, Doria segue para o Theatro Municipal onde é feita a cerimônia de transmissão do cargo de Fernando Haddad (PT) para o novo prefeito.

Eleito no primeiro turno, em outubro, Doria fez como mote da campanha a imagem de que não é um político, mas um gestor, e montou uma equipe de governo formada em sua grande maioria por homens de confiança do governador de São Paulo e seu padrinho político, Geraldo Alckmin.

Colocou empresários na equipe de governo e ainda montou uma equipe de especialistas, como Boni, José Mariano Beltrame e David Uip para presidir conselhos não remunerados que vão acompanhar o trabalho de cada secretaria.

Fonte: Com informações do G1