Duuplicação de adutora ampliará abastecimento de água na z.sul

O objetivo é aumentar a capacidade de distribuição de água na z.Sul

Aumentar a capacidade de distribuição de água na zona Sul de Teresina. É esse o objetivo do Governo do Estado, que realiza, por meio do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), as obras de duplicação da adutora da Estação de Tratamento (ETA) do bairro Parque Piauí. Na manhã dessa terça-feira (1º), o governador Wellington Dias visitou as obras, que segundo o cronograma, serão concluídas em julho de 2017.

A iniciativa faz parte do projeto de ampliação do Complexo de Produção de Água Tratada do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) no município de Teresina. A nova estrutura possui três quilômetros de adutora de 900 milímetros que vai ligar a ETA ao reservatório de água do Parque Piauí, com condições de abduzir até 1.300 litros/s. Além do abastecimento de água, será possível a manutenção do sistema. Os investimentos são na ordem de R$ 11.430.118,20.

Wellington visita ETA do Parque Piauí
Wellington visita ETA do Parque Piauí

Segundo o diretor-presidente da Agespisa, Raimundo Trigo, a insuficiência no abastecimento da região deve-se ao aumento da população e do consumo de água nessa época do ano. “A necessidade de ampliar a capacidade de distribuição de água tratada é automática, uma vez que a população vem crescendo. A outra questão é que estamos nos meses mais quentes do ano e o uso de água é bem maior”, pontuou o gestor.

Para o governador Wellington Dias,  a região merece um olhar cuidadoso quanto à questão do abastecimento de água. “Aqui na região que envolve o Parque Piauí, Saci, Angelim e Porto Alegre, temos abastecimento, mas não é suficiente. Com os novos reservatórios, que possuem uma grande capacidade de armazenagem, conseguiremos dar segurança na distribuição. Aqui também trabalharemos a ampliação na parte de tratamento”, atentou o chefe do executivo piauiense.

A outra região citada por Dias, já na zona Norte, é da Santa Maria da Codipi e Jacinta Andrade. “Ali foi resolvida a parte de tratamento, entramos numa fase de teste e verificamos problemas de energia. Para resolver a questão, autorizei a instalação de um gerador que seja capaz de dar sustentação, enquanto terminamos uma linha que amplie a capacidade elétrica, pois é preciso energia para movimentar as bombas, que farão a distribuição de água”, complementa o governador.

Com o objetivo de garantir o abastecimento em todas as casas, Wellington determinou ainda a implantação de hidrômetros, instrumento de medição volumétrica de água que ajuda a estimar as perdas entre a produção e a distribuição de água. No interior do estado, medidas também estão sendo tomadas para assegurar o acesso sustentável à água de qualidade.

Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com