Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Aumenta número de mulheres que assumem comando de famílias no Nordeste

Houve um aumento na proporção de famílias chefiadas por mulheres no Brasil entre 1993 e 2006

Aumenta número de mulheres que assumem comando de famílias no Nordeste
Aumenta número de mulheres que assumem comando de famílias no Nordeste | José Alves Filho
Compartilhe

Tudo na vida da empres?ria Fernanda Carla Soares, 31 anos, aconteceu muito cedo. Come?ou a trabalhar aos 17 anos e logo depois j? estava casada e j? era m?e. O casamento n?o durou muito tempo e a empres?ria passou a fazer parte de uma realidade cada vez mais comum nas fam?lias

brasileiras, onde quem senta na ?cabeceira? da mesa s?o as mulheres.

Hoje, ela dirige uma empresa e administra sozinha a vida da pequena Gabriela, de 11 anos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econ?mica Aplicada (Ipea), intitulada ?Retrato das

Desigualdades de G?nero e Ra?a?, houve um aumento na propor??o de fam?lias chefiadas por mulheres no Brasil entre 1993 e 2006. De

acordo com o levantamento, 19,7% (7.288.115) das fam?lias eram lideradas por mulheres em 1993, contra 28,8% (15.748.829) em 2006.

A regi?o Nordeste foi a regi?o que apresentou menor mudan?a nesse sentido: foram 2.087.675 (21,2%) fam?lias lideradas por pessoas

do sexo feminino em 1993 contra 3.982.216 (28,8%). Apesar disso, a diferen?a de 7,6 pontos percentuais mostra que a imagem da dona-de-casa que cuida das crian?as e lava as roupas do marido ? cada vez mais rara por aqui. A pesquisa revelou ainda um pequeno crescimento do n?mero de fam?lias monoparentais( formada por apenas um dos pais e o

filho) masculinas - de 2,1% em 1993 para 2,7% em 2006, mas as monoparentais femininas ainda s?o maioria com 52,9%.

Assim que se separou do marido, Fernanda Carla assumiu todas as despesas com a filha. Elas moram sozinhas em um apartamento

na zona Leste e a figura do pai n?o representa a autoridade m?xima da casa. ?Eu banco tudo sozinha: escola, cursos e viagens?, diz a m?e. Em sua opini?o, o fator que contribuiu para sua independ?ncia foi a determina??o de trabalhar ainda muito jovem ?Sempre quis ter meu pr?prio dinheiro sem precisar depender dos meus pais?, diz.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar