O Banco do Nordeste premiou nesta quarta-feira (23) as iniciativas de sucesso entre os clientes de seus programas de microcrédito urbano e rural, o Crediamigo e Agroamigo, além da agricultura familiar. O BNB já injetou R$4,4 bilhões no Piauí. 

Foram entregues nove premiações do XV Prêmio Banco do Nordeste de Microfinanças e VII Prêmio Banco do Nordeste da Agricultura Familiar no Piauí. A solenidade aconteceu em um hotel da zona Leste de Teresina

O evento foi prestigiado pelo presidente do BNB, José Gomes da Costa, além do superintendente estadual, Diogo Martins, bem como funcionários, parceiros e clientes da instituição. 

José Gomes da Costa, presidente do Banco do Nordeste. Crédito: Lucrécio Arrais.José Gomes da Costa, presidente do Banco do Nordeste. Crédito: Lucrécio Arrais.

Para o presidente José Gomes da Costa, a premiação mostra a força do Piauí para o setor produtivo e empreendedor. "É um momento de mostrar nosso foco: os microempreendedores rurais e urbanos. Eles melhoram a produtividade através de práticas sustentáveis", explica. 

Já Diogo Martins, superintendente regional, revela que a missão do BNB é desenvolver o Nordeste e o Piauí. "Nessa premiação escolhemos casos de sucesso. A gente faz esse trabalho mostrando o CrediAmigo e o Agroamigo. O banco já injetou R$4,4 bilhões, isso alavanca o PIB do nosso Estado", considera. 

Diogo Martins, superintendente regional. Crédito: Lucrécio Arrais.Diogo Martins, superintendente regional. Crédito: Lucrécio Arrais.

BNB aumentou lucro, além de emprego e renda 

O presidente do Banco do Nordeste, José Gomes da Costa, destacou os avanços do BNB em 2022. "Desde o início do ano, estamos aumentando a velocidade da análise das propostas, aumentando o volume de negócios", avalia. 

Isso refletiu no lucro do BNB, além do reflexo social. "No terceiro trimestre aumentamos nosso lucro de R$1,3 bilhão, com projeção de R$1,8 bilhão. Esse é o lucro financeiro, mas o mais importante é social. Aumentou o volume de renda e empregos com nosso financiamento", acrescenta. 

Confira os premiados do BNB 

Foram premiados na categoria Agricultura Familiar: Horaciudo Benvenuto Nogueira (categoria inovação), Maria do Socorro Marçal da Silva (beneficiamento e comercialização), Maria Francisca Gomes da Silva (sustentabilidade). 

Já na categoria Crediamigo foram premiados: Vanessa Marques de Lima (inovação e tecnologia), Udineide Ribeiro da Silva (produção e comercialização) e Francisca Raimunda da Costa (empreendedorismo sustentável). 

Por fim, na categoria Agroamigo: Maikon Cesar Pereira da Silva (inovação e tecnologia), Osvaldo Fontenele de Sousa (beneficiamento e comercializaçã) e Jean Carlos Costa Carvalho (sustentabilidade). 

Transformação 

O Crediamigo é o maior programa de microcrédito produtivo e orientado do Brasil e oferece crédito para empreendedores individuais ou reunidos em grupos solidários. Clientes do Agroamigo são atendidos para desenvolver qualquer atividade geradora de renda no campo ou em aglomerado urbano próximo.

Maria Francisca Gomes da Silva foi uma das premiadas. Produtora de caju em Picos, ela afirma que os empréstimos do Agroamigo foram fundamentais para desenvolver a produção. “A nossa região é uma grande produtora de caju e naquela época a seca castigou. Mas com o financiamento do Banco do Nordeste o plantio foi revitalizado e hoje temos vários produtores colhendo os frutos. Esse financiamento foi fundamental, porque só com a terra não tinha como”, disse.

Maria Francisca, uma das premiadas | FOTO: Lucrécio ArraisMaria Francisca, uma das premiadas | FOTO: Lucrécio Arrais

O Banco do Nordeste também dispõe de várias linhas de crédito voltadas para a agricultura familiar, como Pronaf Mais Alimentos e Pronaf Agroecologia, dentre outras.