Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

BC reduz juros de empréstimos feitos a bancos com dificuldades de recurso

Os bancos são obrigados, por determinação do Banco Central, a oferecer uma série de serviços gratuitos aos clientes

Compartilhe

O Banco Central reduziu os juros cobrados de bancos com dificuldades de recursos. Os juros eram a taxa Selic (hoje em 7,25%) mais 6% ao ano, nas operações de um dia. Agora caíram para Selic mais 1% ao ano.

O BC faz empréstimos a esses bancos, numa operação chamada de redesconto. Essa ajuda ocorre quando os bancos estão sem dinheiro suficiente para pagar seus clientes.

O BC também anunciou nesta quinta-feira (21) mudanças nas regras dos compulsórios bancários.

O objetivo da medida, segundo a assessoria de imprensa do BC, é adequar alguns pontos à nova realidade da taxa básica de juros (Selic), que está no menor nível da história.

A redução de juros entrará em vigor dois dias após a publicação no "Diário Oficial" da União. Para as operações de um dia útil, os custos passarão a ser de Selic mais 1% ao ano. Para as linhas de até 15 dias úteis, o custo será de Selic mais 2% (antes era Selic mais 4%).

A segunda medida anunciada foi a redução do custo da punição para eventuais compulsórios bancários -parcela dos depósitos dos bancos que fica presa no BC- que não tenham sido recolhidos. Hoje, o custo é de Selic mais 14% ao ano, e passará a Selic mais 4%.

O BC argumentou que a alteração, que entrará em vigor no dia 3 de abril deste ano, veio para se adequar ao novo patamar de juros do país. A medida vale para todos os compulsórios bancários que, em janeiro, somavam pouco mais de R$ 350 bilhões.

A terceira medida envolve apenas os compulsórios à vista, com a consolidação das regras e que entrará em vigor no dia 15 de abril. A mais expressiva, segundo o BC, é a que prevê que os bancos recolherão esses compulsórios apenas após fechar os seus cálculos.

Pela regra atual, feita durante período de inflação elevada, o recolhimento ocorre antes desse período. As ações fazem parte do programa "Otimiza BC", que tem o objetivo de reduzir os custos financeiros.

Segundo o BC, as mudanças anunciadas agora não trazem impactos econômicos, como liberação de mais recursos ao mercado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar