Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Brasil suspende exportação de carne aos EUA

Nesta sexta, Rússia suspendeu parte da importação de carnes do Brasil.

Compartilhe

O Ministério da Agricultura do Brasil suspendeu desde a noite de quinta-feira (27) a exportação de carne processada para os Estados Unidos. A medida foi definida até que os dois países cheguem a um acordo sobre o exame utilizado na análise dos produtos que têm a carne como matéria prima. A suspensão das exportações é temporária, mas não tem prazo para encerrar. Ainda nesta sexta-feira, a Rússia determinou o cancelamento das importações de carnes de oito frigoríficos do Brasil. No próximo dia 7 de junho, uma equipe de técnicos do Ministério da Agricultura do Brasil e da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) vai até Washington, nos Estados Unidos, discutir o assunto com o governo americano. A suspensão foi determinada após uma carga de 39 toneladas de produtos brasileiros ser devolvida pelos Estados Unidos na última semana. O problema estaria na identificação de uma substância chamada ivermectina usada, entre outros, no combate aos carrapatos. No Brasil, o exame que identifica a substância é feito com amostras do fígado do animal, mas nos Estados Unidos estão sendo utilizados outros tipos de tecidos, como nervos. A diferença nos órgãos analisados está resultando na alteração dos resultados dos exames, segundo explica ao G1 o diretor-executivo da Abiec, Otávio Cançado: "A diferença de tecidos pode alterar o resultado os exames. Foi uma medida preventiva e temporária essa suspensão. No próximo dia 7, nossos técnicos também estarão nos Estados Unidos para tentar resolver essa questão. Queremos voltar a exportar o quanto antes" , disse o diretor-executivo da entidade. Entre os meses de janeiro e março desse ano, o Brasil vendeu cerca de 9 mil toneladas de carne processadas para os Estados Estados, ao custo de aproximadamente US$ 50 milhões. Cançado acredita que esses dias em que as exportações ficarão paralisadas não devem causar prejuízos à indústria de exportação brasileira. "Nesta semana, o prejuízo é pequeno demais. Agora, se nada se resolver na reunião da próxima semana, ai vamos começar a contabilizar prejuízos", disse. Rússia Ainda nesta sexta-feira (28), a Rússia, um dos principais consumidores da carne bovina brasileira - decidiu suspender as importações por oito frigoríficos do Brasil. De acordo com o ministério, a Rússia não aponta problemas sanitários para a restrição. Diz apenas que os frigoríficos não estão completamente adequados às exigências impostas por aquele país para importação de carne bovina, sem especificar quais são elas. "A Rússia responde por 23% do mercado de importação brasileiro, mas eles não são transparentes nas reclamações. Não sabemos ao certo o motivo que levou eles a determinarem a suspensão", diz o diretor-executivo da Abiec, Otávio Cançado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar