SEÇÕES

Exportações do agro batem recorde no semestre e chegam a mais de US$ 82 bi

Destaque para o desempenho da soja em grãos, que alcançou volumes de exportação recordes para o mês, atingindo 13,77 milhões de toneladas.

Exportações brasileiras batem recorde no primeiro semestre | Divulgação Ministério da Agricultura
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

As exportações brasileiras do agronegócio atingiram um marco histórico no primeiro semestre deste ano, totalizando US$ 82,80 bilhões, o que representa um crescimento de 4,5% em comparação com o mesmo período de 2022, quando foram registrados US$ 79,24 bilhões. Esse resultado é impulsionado pelo aumento significativo no volume de produtos exportados (+8%), enquanto os preços tiveram uma queda de 3,2% no período.

No mês de junho de 2023, apesar de algumas quedas, como nas exportações de açúcar, carne bovina e carne de frango in natura, o setor continuou apresentando um desempenho sólido. As exportações do agronegócio alcançaram US$ 15,54 bilhões, registrando uma ligeira queda de 0,6% em relação a junho de 2022 (US$ 15,62 bilhões). No entanto, é importante destacar que foram observados diversos recordes em outros produtos, como soja em grãos, açúcar de cana em bruto, carnes bovina e de frango in natura, e celulose.

Analisando o desempenho do setor, a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária (SCRI/Mapa) explicou que a queda nos preços médios de exportação foi um dos principais fatores que impactaram o valor das exportações em junho. Com uma redução significativa de 12,9%, os preços afetaram mesmo o forte crescimento no volume de produtos exportados, que registrou um aumento expressivo de 14,2%.

No geral, as exportações do agronegócio representaram quase 52% do total da balança comercial em junho, uma vez que as exportações de outros produtos tiveram uma queda mais acentuada, de 15,7%. Ao observar alguns produtos específicos, destaca-se o desempenho da soja em grãos, que alcançou volumes de exportação recordes para o mês, atingindo 13,77 milhões de toneladas (+37,9% em relação a junho de 2022). No entanto, o valor exportado não foi tão expressivo devido à queda nos preços médios (-20,7%), reflexo das condições de produção global da oleaginosa, com uma safra recorde no Brasil e uma boa produção nos Estados Unidos.

Produtos de exportação

No caso do açúcar, as exportações em junho foram recordes em valor, alcançando US$ 1,40 bilhão (+51,3%), com aumento de 23,1% no volume e 22,9% nos preços médios de exportação. Esse desempenho é impulsionado pelos preços internacionais do açúcar, que têm sido influenciados por uma disponibilidade mais limitada no mercado mundial.

Quanto à carne bovina in natura, as exportações alcançaram US$ 974,13 milhões (-6,4%), com aumento de 26,4% no volume exportado e redução de 26,0% nos preços médios. A China continua sendo o principal destino, responsável por 70,2% das exportações em volume. No caso da carne de frango in natura, as exportações totalizaram US$ 835,88 milhões (-6,2%), com aumento de 4,0% no volume exportado e queda de 9,8% nos preços médios. Os principais destinos foram a China e o Japão.

Por fim, as exportações de celulose registraram um volume recorde de 1,55 milhão de toneladas (+6,3%), resultando em US$ 652,31 milhões (+2,4%). Os principais mercados para a celulose brasileira são a China, os Estados Unidos e a União Europeia.

No acumulado do ano (janeiro a junho), o crescimento nas exportações de soja em grãos foi o principal responsável pela expansão nas vendas do agronegócio, com um aumento de US$ 2,88 bilhões em comparação com o ano anterior. Outros produtos que registraram crescimento de mais de US$ 1 bilhão foram o milho e o açúcar de cana em bruto. No entanto, houve queda nas exportações de carne bovina in natura e café verde.

Apesar de alguns desafios e oscilações nos preços, o setor do agronegócio brasileiro continua apresentando um desempenho robusto nas exportações, consolidando sua posição como um importante motor da economia do país.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos