SEÇÕES

Exportações do agronegócio brasileiro batem recorde com US$ 16 bi em março

Valor vendido em março chegou a US$ 16 bilhões e, no primeiro trimestre do ano, as exportações chegaram a US$ 36 bilhões.

Agronegócio Brasil | Divulgação
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

agronegócio brasileiro registrou um marco histórico em março de 2023, com o valor exportado alcançando a marca de US$ 16 bilhões. Destaque para o aumento do valor exportado de produtos como soja em grãos (+US$ 878,3 milhões), milho (+US$ 397,8 milhões), farelo de soja (+US$ 330,5 milhões), açúcar de cana em bruto (+US$ 215,2 milhões) e carne de frango in natura (+US$ 214 milhões).

Esses produtos contribuíram com US$ 2,0 bilhões para o aumento das exportações, valor superior ao crescimento de US$ 1,6 bilhão nas vendas externas totais do setor. Em comparação com março de 2022, as exportações do agronegócio brasileiro cresceram de US$ 14,4 bilhões.

De acordo com análise da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária, o aumento do volume embarcado foi o principal responsável pelo recorde alcançado em março de 2023. O índice de quantum das exportações brasileiras do agronegócio teve um aumento de 7,1%, enquanto o índice de preço dos produtos exportados registrou um aumento de 3,5%.

Agronegócio registrou recorde nas exportações (Divulgação)

Soja em grãos chegou a US$ 7,3 milhões

Destaque especial para o complexo soja, com dois produtos batendo recordes em volume e divisas. A soja em grãos atingiu a marca de US$ 7,3 bilhões (+13,6%), com embarques de 13,2 milhões de toneladas (+8,6%). O Brasil colheu uma safra recorde da oleaginosa estimada em 153,6 milhões de toneladas (+22,4%). A China continuou sendo o principal destino, absorvendo 75,7% do total embarcado pelo Brasil.

Outro destaque foi o recorde nas vendas de farelo de soja, que somaram US$ 1,1 bilhão (+45,5%), com quase 2 milhões de toneladas (+31,7%). A União Europeia foi a maior importadora desse produto, adquirindo US$ 492,3 milhões (+40,9%) e 904,4 mil toneladas (+29,1%).

Além disso, as exportações do país também registraram um recorde de US$ 967,8 milhões (+29,6%) em março de 2023, com um aumento de 25,5% nos volumes exportados, totalizando 504,9 mil toneladas. Os principais importadores foram China, Japão e Arábia Saudita.

Analistas da SCRI ressaltam que, em um contexto mundial com surtos generalizados de gripe aviária nos principais exportadores, o mercado brasileiro teve oportunidades adicionais, uma vez que o Brasil nunca registrou casos em seu território.

Açúcar

As exportações de açúcar atingiram recorde de US$ 818,1 milhões (+46,4%). O volume exportado cresceu 27,0%, atingindo 1,8 milhão de toneladas. 

Milho

As exportações de milho alcançaram US$ 401,9 milhões. Em março de 2022 foram de apenas  de US$ 4,1 milhões. Os principais destinos foram Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Vietnã.

Acumulado do ano 

No primeiro trimestre do ano, as exportações brasileiras do agronegócio atingiram o recorde de US$ 36 bilhões, alta de 6,7% em relação ao mesmo período anterior. O agronegócio respondeu por 47,2% da pauta de exportações do Brasil, no período..  



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos