Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Registros de inadimplência no SPC têm queda em abril

"Já observamos um aumento do endividamento e isso preocupa porque, como a renda não cresce, as incertezas com o desemprego podem gerar maior dificuldade de os consumidores pagarem suas contas", diz um economista.

Compartilhe
Google Whatsapp

     O índice de inadimplência vem recuando pelo segundo mês consecutivo. Apesar do resultado positivo em abril, economistas já estão preocupados porque a economia brasileira vem se deteriorando rapidamente e não há previsão de melhora. Segundo a pesquisa mensal da Boa Vista, a inadimplência do consumidor recuou 0,9% na comparação mensal de abril contra o mês anterior. Na comparação com abril de 2018, a redução é maior, de 11,5%. Da redação JMN.

Economia recua em todos os estados do país e índice de inadimplência também. Foto: Raissa Morais Jornal MN.

No acumulado do ano, o registro de inadimplentes - a inserção de novas dívidas no banco de dados - teve queda de 8%. Em abril, no Estado de São Paulo, a queda foi de 0,4% em relação a março e de 0,6% em relação a abril do ano passado. No Brasil, as reduções foram de 0,5% na leitura de abril em relação ao mês anterior e de 2% na comparação interanual.

Registro por região. Fonte: Boa Vista/SPC.

Nas colocações do economista Vitor França, da Boa Vista, até o mês de abril o indicador ainda é positivo, entretanto, a partir de maio a situação já deve mudar em função da recuperação econômica que não se consolidou. "Já observamos um aumento do endividamento e isso preocupa porque, como a renda não cresce, as incertezas com o desemprego podem gerar maior dificuldade de os consumidores pagarem suas contas". 

Recuperação

Quando se observa o indicador de recuperação de crédito, que é o número de pessoas que conseguem sair do banco de dados, ou seja, pagando as dívidas, o indicativo também revela temor. O nível caiu 0,7% na comparação mensal de abril contra o mês anterior. No valor acumulado, a recuperação obteve queda de 5,3% e, na variação interanual, o indicador diminuiu 2,8%. "A redução da inadimplência mostra que menos pessoas estão entrando no banco de dados, mas, quando entram, menos conseguem sair porque a economia está em compasso de espera", explica.

Economista explica que trabalhador está com maior dificuldade para consumo.Foto: Raissa Moais Jornal MN.O indicador de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas e o indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir das exclusões de registros informados à Boa Vista SCPC pelas empresas.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×