Em parceria com ONGs, Semam articula ações para o Corso 2017

A atuação se dará tanto no aspecto da educação quanto compensação

Atenta em desempenhar seu indispensável papel durante a realização do Corso de Teresina, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) está se articulando, junto as ONGs Emaús Trapeiros e Mais Vida, para realizar uma série de ações estratégicas em face do evento, considerado o maior desfile de carros alegóricos do mundo. A atuação se dará tanto no aspecto da educação quanto da compensação ambiental.

No viés da conscientização, o Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Semam fará a distribuição de material educativo, além de levar uma mostra de produtos feitos a partir de materiais recicláveis, criados por artesãos e artistas locais.

A Associação Emaús Trapeiros de Teresina, por sua vez, ficará responsável pela triagem do lixo recolhido, fazendo a contabilização da quantidade resíduos de metal, papel e plástico, devendo, ao fim, repassar os dados à Semam.

Já a Mais Vida, juntamente com uma equipe de técnicos, se envolverão para aferir a volume de emissão de gases de efeito estufa, energia e resíduos lançados na atmosfera durante o desfile de caminhões na Raul Lopes.

“De posse de todo o levantamento obtido, a Semam vai buscar fazer a compensação ambiental em um parque ou nas margens degradadas do Rio Poti ou Parnaíba. Para isto, contaremos com o apoio da Coordenação de Arborização da Prefeitura de Teresina para realizarmos o plantio de mudas de espécies compatíveis com nosso bioma, tanto de plantas nativas quanto frutíferas”, destacou o gestor da Semam, Olavo Braz

Para executar todo esse trabalho de forma mais organizada, o órgão vai instalar um stand no hall do Mirante da Ponte Estaiada, de onde também partirá o comando das ações.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina
logomarca do portal meionorte..com