Empresário morre após queda de ultraleve em voo teste em SP

O empresário era casado e deixa um filho de 27 anos, que é piloto.

Um empresário de 49 anos morreu após a queda de um trike ultraleve (tipo de asa delta com triciclo motorizado) no aeroclube de Novo Horizonte (SP), a cerca de sete quilômetros da cidade, na noite de sábado (10).

De acordo com o caseiro do local, Adauto Aparecido Franco, o empresário Natanael de Freitas, conhecido como Tekinho, tinha feito manutenção em uma peça do ultraleve e foi fazer um voo teste, mas logo que decolou o equipamento caiu.

"Ele estava adaptando o painel que estava com problema, ele tirou para arrumar e colocou de volta para testar, ver se a temperatura estava funcionando. Ele foi fazer o teste do painel, decolou e logo caiu. Não estava muito alto."

Assim que viu o acidente ele acionou os bombeiros. A vítima chegou a ser socorrida e levada em estado grave para a Santa Casa de Novo Horizonte, mas não resistiu.

O caseiro diz que o empresário alugou um hangar no aeroclube para guardar equipamentos de aeronáutica há um ano, mas voava há mais de 30 anos, tinha experiência e era considerado bom piloto. A Polícia Científica esteve no local e vai apurar as causas do acidente.

O empresário era casado e deixa um filho de 27 anos, que é piloto.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1