Enem: 767 candidatos prejudicados farão prova em dezembro

Candidatos foram prejudicados devido falta de energia.

Candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que fariam provas no domingo (06) na Uninovafapi, bairro Uruguai, na zona Leste de Teresina, prejudicados devido a suspensão do fornecimento de energia elétrica ocasionada por um problema no disjuntor, terão a provas reaplicadas no mês de dezembro. 

Em Teresina, segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), 767 candidatos deixaram de fazer as provas devido a falta de energia. 

No total foram 3,5 mil pessoas prejudicadas. Os problemas ocorreram em nove locais: um em Olinda (PE), um em Teresina (PI), e em sete endereços em Uruaçu (GO).

Caderno de provas do primeiro dia do Enem 2017 (Crédito: Ana Carolina Moreno/G1 Nacional)
Caderno de provas do primeiro dia do Enem 2017 (Crédito: Ana Carolina Moreno/G1 Nacional)

Os alunos afetados poderão refazer a prova no dia 12 de dezembro e devem fazer a prova de matemática e ciências da natureza no próximo domingo (12), nos mesmos locais.

Mas quem faltou no primeiro dia de prova não poderá fazer o exame em outro dia. Segundo o edital do Enem, o não comparecimento às provas nas datas e horários informados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) caracterizará ausência do participante, não havendo segunda oportunidade.

A Eletrobras Distribuição Piauí se pronunciou sobre o caso. Em nota, a empresa responsável informou que a falta de energia que impossibilitou a aplicação das provas "foi ocasionada por defeito interno do cliente, sem que haja nenhuma responsabilidade da Distribuidora sobre o ocorrido".

Piauí tem a menor abstenção do Enem

Piauí alcançou a menor abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio. O índice do Piauí foi de 74,70% de presença, superando a Paraíba, com 74,10%, e o Ceará, com 72,20%. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação.

A secretária estadual da Educação, Rejane Dias, credita o fato ao “Passe Livre Enem-Seduc”, um trabalho desenvolvido desde o ano passado para garantir transporte aos alunos da rede pública estadual, o que inclui até passagem gratuita para os estudantes da capital.

Tema da redação

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, que tratou dos desafios para a formação educacional de surdos no Brasil, surpreendeu muitos professores e candidatos por abordar uma questão tão específica. Mas para cerca de 6 mil alunos com surdez ou deficiência auditiva que fizeram a prova, o assunto foi uma oportunidade para debater os problemas vividos no dia a dia.



Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com