Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Estoque de sangue nos hemocentros cai durante a pandemia

Apenas 1,6% dos brasileiros doam sangue. A Campanha Junho Vermelho quer estimular doações durante o mês inteiro

Compartilhe

O Brasil sempre sofreu com a baixa adesão de doadores de sangue antes mesmo da pandemia do novo coronavírus, imagina agora com a disseminação da doença. "Essa diminuição pode ser explicada pelo medo do doador se contaminar ao comparecer para a doação, além das restrições, caso ele tenha tido contato com pacientes que apresentaram sintomas da Covid-19", fala a hematologista Alyne Freitas, gerente médica da Agência Transfusional do HSM.

“ No Piauí, para tentar contornar a crise de abastecimento nos estoques de sangue, o HEMOPI tem tomado medidas para garantir a segurança dos doadores, podendo ser realizado o agendamento da doação. No dia 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Doador e a doação de sangue é segura e não existem riscos para quem doar", informa Drª. Alyne Freitas.

Estoques de bolsas de sangue estão em baixa. Foto: José Alves Filho JMN

“Estamos incentivando o doador de sangue a sair de casa para realizar esse ato de solidariedade, porque as cidades estão mais vazias, o que torna o acesso aos pontos de coleta de sangue mais seguro e confortável. O povo piauiense é reconhecido por sua bondade e certamente dará mais este bom exemplo de generosidade” destaca a médica.

Drª Alyne assegura que, para coleta de sangue, estão disponibilizando condições de lavagem de mãos, uso de antissépticos e acolhimento que minimizem a exposição e aglomeração de pessoas. Também cuidados com a higienização das áreas, instrumentos e superfícies foram intensificados.

Diante da necessidade de manter os estoques e a rede abastecida de sangue, é importante que as doações continuem acontecendo neste momento em que o país registra casos e óbitos por coronavírus. "Pessoas com anemias crônicas, acidentes que causam hemorragias, complicações decorrentes da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves continuam ocorrendo. Ou seja, o consumo de sangue é diário e contínuo", finaliza.

Doe sangue, doe vida. Foto: JMN

QUEM PODE DOAR SANGUE

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. 

No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto. Procure o hemocentro da sua cidade e agende sua doação:

Teresina (86) 9 8894 6614 

Parnaíba (86) 9 8894 7159

Picos (89) 9 8801 1717

Floriano (89) 9 8801 1984 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar