Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Estudante morre ao ser linchado por pescadores na frente da esposa

Testemunhas alegaram que o estudante passou a reclamar de dor, cansaço e dificuldade para respirar antes da morte. Caso foi registrado na Delegacia de Guarujá.

Compartilhe

O estudante Kauan Silva, de 17 anos, morreu após ser agredido por seis pescadores em Guarujá, no litoral paulista. Morador de Mogi das Cruzes, em São Paulo, o rapaz chegou a ser socorrido e levado ao hospital mais próximo, mas não resistiu. Os agressores ainda não foram identificados, segundo apurado  nesta segunda-feira (17).

Rapaz foi encontrado caído

De acordo com a Polícia Civil o caso aconteceu após uma discussão no Jardim Enseada, em Guarujá. A esposa de Kauan, que preferiu não se identificar, relata que eles estavam na região a passeio e acamparam na região do Parque Prainha.

Ela conta que eles estavam junto com uma amiga quando um pescador passou pedindo que eles desmontassem a barraca porque a fiscalização iria passar. Segundo a jovem, eles disseram aos homens que iriam desmontar e, em seguida, foram até a beirada da água para molhar os pés.

A esposa dele relata que o pescador voltou com outros cinco colegas e o marido xingou em voz baixa um deles. De acordo com a companheira, os seis começaram a bater no rapaz.


"Os seis agrediam ele com chutes e soco, e eu só vi meu marido no chão tentando se defender. Como fomos acampar, a única 'arma' que tínhamos era um canivete e feri um dos que estavam agredindo ele. Um deles me bateu com um pedaço de bambu, deu dois socos na minha amiga", desabafa a jovem.

De acordo com o boletim de ocorrência, testemunhas relataram à Polícia Militar que o jovem havia discutido com seis pessoas anteriormente. O grupo, então, teria agredido o rapaz e fugido em seguida. Segundo os relatos, o estudante passou a reclamar de dor, cansaço e dificuldade para respirar e posteriormente foi encontrado caído.

O estudante foi resgatado pelo Samu e levado ao Pronto Socorro de Bertioga. Policiais militares foram acionados para comparecerem ao PS, onde a vítima havia dado entrada. Apesar de ser socorrido com vida, o rapaz não resistiu.

Apesar do registro do boletim de ocorrência alegar que houve discussão, a família do rapaz nega, e diz que foi uma agressão. "Houve agressão direto, seis contra um", disse o amigo Wellington Campos. Durante a entrevista, o sogro Risméris Leite da Cruz e o irmão Kaue da Silva Soares relataram que buscam por justiça.

A Polícia Civil informou que exames periciais foram solicitados ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como lesão corporal seguida de morte na Delegacia de Guarujá.

Hospital

A reportagem procurou o Hospital Municipal de Bertioga e o Samu, que informaram que o corpo do estudante foi levado da Prainha Branca pelo Corpo de Bombeiros e entregue ao Samu, que fez todas as tentativas de manobras de ressuscitação. O paciente deu entrada ao Pronto Atendimento do Hospital já em óbito.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar