Fábio Abreu recebe taxistas e garante reforço nas blitzen

Encontro aconteceu na Secretaria de Segurança

Nesta quarta-feira (25), o secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, recebeu uma comissão formada por taxistas para discutir medidas de segurança para a categoria. Também participaram da reunião o comandante de Policiamento da Capital, coronel Wager Torres; o novo comandante-geral de Operações da PM, coronel Alberto Menezes; e o delegado-geral da Polícia Civil, Riedel Batista.

Fábio Abreu ouviu as reinvidicações da categoria e apresentou o que já vem sendo feito pela Polícia Militar, como a operação Start. O secretário afirmou que vários índices reduziram em função das blitzen e que irá potencializar e aumentar o efetivo que será destinado à realização dessas barreiras.

“Por meio da operação Start, a Polícia Militar realiza blitzen constantes, em todas as zonas da cidade, em horários alternados, principalmente para que não mantenha uma rotina. Para reforçar a segurança dos taxistas, vamos orientar os policiais a fazer abordagem nos táxis, como também mototáxis e ônibus. Aproveitamos para informar às pessoas que uma abordagem policial não é incomodo é uma medida de segurança, tanto para quem esta sendo transportado e também para o taxista”, disse o secretário.

Outra medida que será adotada pela secretaria será uma campanha com a divulgação dos mapas de todas as unidades policiais da capital.

“Faremos uma campanha com um mapa detalhando onde ficam as unidades policiais, batalhões e delegacias da capital  e vamos distribuir entre os taxistas para que saibam para onde se dirigir em caso de uma eventual ocorrência”, informou Fábio Abreu.

O presidente de uma cooperativa dos taxistas, Pedro Ferreira, agradeceu o apoio da Segurança e relatou que o botão do pânico tem sido uma alternativa para evitar muitos assaltos.

“Nós temos mais de 2 mil taxistas na praça. Desses, só  700 conseguiram instalar o instrumento nos seus veículos. O ideal é que todos os táxis tivessem esse mecanismo”, destacou o taxista.

Diante do relato, Fábio Abreu disse que vai tentar viabilizar o financiamento do botão do pânico. “Vamos tentar viabilizar  a instalação do botão do pânico nos táxis, como alternativa emergencial. Temos que consultar o Jurídico para saber se o Estado pode fazer esse financiamento. Claro, que tudo será feito dentro da legalidade e se tiver essa possibilidade vamos implementar mais essa ação como medida de segurança”, explicou o gestor.

Fonte: Portal Meio Norte