Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Feirão de renegociação de dívidas dará descontos de até 90% no Piauí

Para participar, é preciso fazer um cadastro no site do SPC Brasil, no link relacionado ao feirão

Compartilhe
Google Whatsapp

A partir de quinta-feira (21) os consumidores inadimplentes de 11 capitais e mais quatro cidades poderão renegociar dívidas em atraso pelo site do SPC Brasil (www.spcbrasil.org.br/feirao). Serão mais de 120 empresas, que vão oferecer desde descontos de até 90% da dívida até a possibilidade de um parcelamento maior ou novos prazos para o cumprimento dos débitos.

O feirão de renegociação de dívidas vai até 15 de dezembro e contempla Teresina, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Recife, Goiânia, Cuiabá. São Luís, Rio Branco e Manaus, além de Feira de Santana (BA), Ibirité (MG), Pato Branco (PR) e Santo Antônio da Platina (PR).

Para participar, é preciso fazer um cadastro no site do SPC Brasil, no link relacionado ao feirão. Após receber uma confirmação de autenticidade, o consumidor poderá consultar gratuitamente o seu CPF para verificar se existem pendências e se as empresas credoras aderiram ao programa do birô, pedindo a renegociação pelo próprio site. Também será possível fazer o download do boleto com as novas condições de pagamento e ser lembrado quando a conta estiver próxima do vencimento.

Dentre as empresas que aderiram ao programa estão bancos, consórcios, operadoras de telefonia, construtoras, supermercados e empresas dos setores de comércio e serviços.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, com o pagamento do 13º salário de aproximando e a recente liberação do FGTS, este é o momento ideal para o consumidor colocar as contas em dia.

"Quem está inadimplente deve priorizar o pagamento de dívidas com esse dinheiro. É importante fazer esse esforço e consumir com responsabilidade para não reincidir nos atrasos", afirma.

Dados do SPC apontam que o volume de consumidores com contas em atraso cresceu 1,58% em outubro contra igual período do ano passado. Do total de dívidas em aberto, metade (53%) está ligada a instituições financeiras. O comércio responde por 17% do total de contas em atraso, o setor de comunicação corresponde a 12% e as contas de água e luz, por 10%.

Ainda segundo Pellizzaro Junior, a privacidade e a conveniência de uma renegociação pela internet também acabam sendo bastante atraentes para o consumidor. "Os canais digitais já consolidaram nas transações bancárias e nas compras. Agora, as renegociações de débitos vão ganhar mais espaço nessas plataformas", disse.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se