Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Ferapi apresenta produtos da agricultura da reforma agrária

Ferapi apresenta produtos da agricultura da reforma agrária

Compartilhe

Sementes transg?nicas e crioulas, bancos comunit?rios de sementes no contexto da reforma agr?ria e das comunidades quilombolas foi o tema do primeiro semin?rio que abre oficialmente a parte t?cnica da Feira Piauiense de Produtos da Reforma Agr?ria e Comunidades Quilombolas (Ferapi), que est? sendo realizada ao lado da Central de Artesanato Mestre Dezinho, na Pra?a Pedro II, em Teresina. Produtores rurais, assentados e trabalhadores rurais da agricultura familiar fizeram a festa numa ampla exposi??o e venda de produtos populares.

Vieram produtos do artesanato, gr?os, sementes, cascas de ?rvores, rem?dios naturais, potes, redes, doces, gel?ias, castanhas e muitos derivados do caju. Num canto de barraca, um cidad?o de 63 anos, 18 dos quais dedicado ? medicina natural, apresenta seu rem?dio feito com cascas e ra?zes ao pre?o de R$ 50,00. Trata-se de um especialista em ra?zes da regi?o de Picos. Ao seu lado, o agricultor Manoel Ferreira de Sousa, o Manoel de P?, apresenta a melancia forrageira como solu??o dos problemas do rebanho.

Manoel de P? ? do munic?pio de S?o Miguel do Tapuio, onde a melancia forrageira, frutos enormes e amarelados, nasce naturalmente nos pastos. Foi uma das grandes atra?es do evento que, desde a ter?a-feira (25), est? transformando a Pra?a Pedro II num grande atrativo para as pessoas interessadas em conhecer coisas t?picas do Piau?, como o verdadeiro corante feito com urucum, farinha e ?leo. Pisado no pil?o, como explica o presidente do Assentamento Chapada da Aroeira, Severino Lu?s de Fran?a, do munic?pio de Picos.

O dirigente do assentamento ? respons?vel pela ind?stria caseira de temperos. Ele vende o corante, a sua colega ?ngela Maria dos Santos vende, al?m do tempero caseiro envasado em frascos reciclados, doce e gel?ia de caju a pre?os muito baixos. Sai por R$ 5,00 o quilo de doce de caju, por exemplo.

Jo?o Manoel Damasceno vende produtos de medicina caseira. ? dele a garrafada ao pre?o de R$ 50,00. Explica que est? participando do evento para efeito de divulga??o, porque seu produto ? comercializado em Picos e, segundo ele, sua procura ? t?o grande que n?o d? para atender os interessados em conhecer os efeitos do preparado, que promete ser ?um verdadeiro milagre?, desafiando os que pensam o contr?rio.

A feira ? organizada com apoio da Comiss?o Pastoral da Terra, Resist?ncia Camponesa, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e Federa??o dos Trabalhadores na Agricultura do Piau?, com apoio do Governo do Estado, atrav?s da Secretaria da Educa??o, Emater, Funda??o Cultural do Piau?, Agespisa, bancos do Nordeste e do Brasil, Ibama, Embrapa, Incra e Conab. O evento trouxe a Teresina representantes de assentamentos, quilombolas e trabalhadores rurais de todo o Piau?.

Eles trouxeram feij?o-zebu, macaxeira-branca, farinha, mel, goma, rapadura, corantes, temperos, biscoitos, bordados, produtos em madeira, pe?as e arranjos decorativos para o lar no contexto da feira saberes e sabores. Ao mesmo tempo, s?o realizadas na Central de Artesanato oficinas tem?ticas, trocas de experi?ncias em temas cient?ficos, atividades culturais, mostra de batuque e de literatura.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar