Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Fidelidade está com os dias contados, prevê sexóloga

Fidelidade está com os dias contados, prevê sexóloga

Compartilhe

Para quem n?o resiste a uma pulada de cerca, a? vai uma boa not?cia: a exclusividade sexual est? com os dias contatos. ? nisso que acredita a sex?loga Regina Navarro Lins, que aborda o assunto em ?Fidelidade Obrigat?ria e Outras Deslealdades?, livro escrito a quatro m?os com o marido Fl?vio Braga, lan?ado na Bienal do Livro do Rio.

?Todo mundo faz pacto de exclusividade e todo mundo transa fora do casamento. Todo mundo tem vontade de variar, sentir outro cheiro, outro toque, e ningu?m diz isso?, sentencia Regina. Para ela, o sentimento de culpa em rela??o ? fidelidade obrigat?ria mina as rela?es ao longo dos anos. ?Ningu?m ? obrigado a ter rela??o extraconjugal, mas ningu?m pode te impor isso?, completa.

O assunto ainda ? pol?mico. Se, por um lado, h? maridos tra?dos ganhando indeniza?es das mulheres na justi?a, a infidelidade ganhou espa?o para discuss?o at? no Congresso Nacional. No epis?dio M?nica Veloso (a jornalista com quem o presidente do Senado teve uma filha fora do casamento), a mulher oficial de Renan Calheiros n?o se fez de rogada. Ver?nica Calheiros permaneceu firme ao lado do marido e j? estaria providenciando uma herdeira com o senador.

Sou fiel?, diz Bruna Surfistinha

Motivo de muitas infidelidades, a ex-garota de programa Rachel Pacheco, que ganhou fama sob o pseud?nimo de Bruna Surfistinha, acredita que homens e mulheres traem com a mesma freq??ncia.

?Hoje as pessoas encaram isso com mais naturalidade. No tempo da minha av?, era feio a mulher ser divorciada (na ?poca as mulheres eram desquitadas, n?o havia div?rcio no Brail). Ent?o, nem se tocava no assunto?, teoriza. Ela garante: ?sou fiel?.

Casado h? 17 anos, o funcion?rio p?blico Antonio Carlos Trojan, concorda. ?Antes, a mulher dependia financeiramente do homem. Hoje ela ? emancipada e se ele pisa na bola, manda o marido ?s favas?.

?Antigamente a infidelidade do homem era permitida e ele tinha que ter amantes. Hoje, ele ? at? capaz de perdoar uma mulher que o trai e ela tolera menos a trai??o?, acrescenta a esposa Valeriana Trojan.

?Se voc? perguntar hoje, a maioria vai querer exclusividade. Mas se antes eram 100%, hoje s?o 80%. A tend?ncia ? o jogo virar daqui a um tempo?, aposta Regina.

Segundo a sex?loga, n?o ? preciso enganar o parceiro nem optar por um relacionamento totalmente aberto para garantir o direito de se relacionar com outras pessoas. Entre op?es cada vez mais comuns est?o, de acordo com ela, a pr?tica do suingue e do sexo a tr?s.

?O importante ? ser desejado e amado. O que o outro faz quando n?o est? com voc? n?o lhe diz respeito. Aos poucos o amor rom?ntico vai dar lugar ? busca pela individualidade?, diz.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar