Fim do Wi-Fi:em breve as luzes poderão transmitir sinal de internet

Hass comprova que sua ideia não só é possível, como funciona

Desde 2011 que o professor alemão Harald Hass, da Universidade de Edimburgo, defende que a internet deveria ser transmitida, no lugar das novas e custosas tecnologias de wi-fi, através de equipamentos e sistemas já existentes – como, por exemplo, nossas lâmpadas e luzes em geral. Agora, em sua recente apresentação no TED, Hass comprova que sua ideia não só é possível, como funciona, e pode provocar uma revolução no acesso global à internet, sem grandes custos.

Trata-se do que Hass chamou de Li-Fi, um sistema que, a grosso modo, utiliza a luz de lâmpadas e um painel de recepção de energia solar para transformar essa emissão de luz em informação.

As variações – invisíveis a olho nu – se dão através de alterações no briho e na intensidade da luz, e já funcionam, em testes de laboratório, a 50 megas por segundo. Com isso, qualquer poste de rua ou luz de casa pode ser transformada em um emissor de internet.

A fala de Hass no TED parece ter trazido seu projeto para o interesse da população e do mercado – o professor espera que muito em breve sua tecnologia esteja disponível. Esse talvez seja o mais contundente passo oferecido para aumentar os 40% da população mundial que hoje acessam à internet em um salto capaz de alcançar mais de 80% – e sem causar uma explosão no consumo de energia.

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL
logomarca do portal meionorte..com