Firmino vai a ministério buscar recursos para Centro de Controle

Prefeito Firmino Filho tem agenda nesta terça-feira em Brasília

Os ministérios das Cidades e da Previdência estão na agenda que o prefeito Firmino Filho cumpre em Brasília nesta terça-feira (20). No primeiro, o gestor busca viabilizar o financiamento para obras de drenagem e para a construção do Centro de Controle Operacional do Sistema de Mobilidade Urbana.

Esse centro tem como bjetivo de monitorar o sistema de transporte público da capital e funcionará no antigo prédio da Superintendência Municipal de Transportes e Transito (Strans). A reforma do prédio está orçada em R$ 1.318.201,59.Após a reforma, será aberto um novo processo licitatório para a compra, implantação e manutenção dos equipamentos de segurança.

Firmino Filho
Firmino Filho

Serão instaladas câmeras nos corredores exclusivos, vias de ligação e terminais de integração, que serão monitoradas em tempo real em uma sala computadorizada. O valor previsto para a aquisição dos equipamentos é de R$ 29,6 milhões.

"Nós iremos à Brasília nesta terça-feira para tratar no Ministério das Cidades de uma pauta relacionada ao Centro de Controle Operacional do Sistema de Mobilidade Urbana, que ainda não tem fonte de recursos no ministério e também sua tecnologia não está definida. Iremos também tratar da questão do financiamento da drenagem, já que o Ministério das Cidades está prestes a abrir um chamamento para construção de galerias e outro para vários projetos de mobilidade urbana e aí temos que nos habilitar", afirma o prefeito.

Já no Ministério da Previdência, Firmino Filho tratará da proposta do Governo Federal para parcelamento de débitos. "Também teremos uma conversa com o pessoal do Ministério da Previdência acerca do parcelamento de débitos previdenciários. Foi feito um decreto que normatiza o parcelamento de débitos de prefeituras junto ao INSS, mas não foi definido ainda como ficam os débitos de prefeituras com regime próprio. Vamos cobrar do ministério o cumprimento de um acordo que tinha sido feito entre o presidente Michel Temer e a Frente Nacional de Prefeitos", finaliza.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina