Golpe que simula consulta a saldo do FGTS por WhatsApp é falso

A Caixa Federal esclarece que não envia mensagens via WhatsApp

Uma corrente vem tomando conta das redes sociais nos últimos dias. Aproveitando os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mensagens de texto tentam enganar os trabalhadores. A intenção é fazer a vítima baixar aplicativos que podem infectar o smartphone e roubar seus dados pessoais.

Criminosos estão disseminando via WhatsApp mensagens falsas com um link que supostamente possibilitaria ao usuário conferir se está apto a receber R$ 1.760 do FGTS. Para saber se você tem direito ou não ao saldo, bastar fazer uma consulta através de um link e responder três perguntas (“Você trabalhou no período entre 1998 a 2016?”, “Você está registrado atualmente?” e “É maior de 18 anos?”). Em seguida, é encaminhado para se cadastrar em serviços de SMS pago de conteúdo adulto ou baixar apps falsos, com a logo da Caixa Federal, que podem deixar o smartphone vulnerável a outros tipos de crimes.



A Caixa Federal esclarece que não envia e-mail ou mensagens via WhatsApp sobre o saque de valores do FGTS. O banco orienta os trabalhadores a encontrar informações seguras e atualizadas no site do banco, nos perfis oficiais nas redes sociais, e por meio do telefone 0800-726-0207.

Em caso de dúvidas quanto ao saque das contas inativas, a Caixa orienta os trabalhadores a comparecerem a uma das agências com documento de identificação e carteira de trabalho ou outro documento que comprove o término do vínculo trabalhista que deu origem aos depósitos ao FGTS.

Fonte: Com informações do GZIM
logomarca do portal meionorte..com