Governo do PI investe R$ 2,5mi e qualifica mais de 2.500 servidores

De 2015 a 2017, 2.550 pessoas foram capacitadas em várias áreas

Aperfeiçoar o trabalho realizado pelos servidores públicos e ampliar as suas possibilidades. É esse o objetivo do Governo do Piauí, que, por meio da Escola de Governo (Egepi), em parceria com instituições públicas e privadas, oferta diversos cursos de qualificação aos profissionais que prestam serviços ao Estado. De 2015 a 2017, cerca de 2.550 pessoas foram capacitadas nas mais variadas áreas, que vão de gestão pública a administração, informática, línguas, dentre outras.

Nas atividades de formação, podem ser encontrados cursos básicos e de aperfeiçoamento, além de workshops, palestras e seminários. Dentre os cursos básicos, estão o de informática, relações interpessoais, oratória, ambientação no serviço público e redação oficial. “A orientação é de que todos os servidores participem desses cursos, pois são exigências elementares do mercado de trabalho”, atentou a diretora da Escola de Governo, Janaína Mapurunga.

O Curso de Informática é um dos mais procurados pelos servidores. Além do básico, o governo também oferta o nível avançado. “Esse curso é realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, o Senac, e sempre dispõe de muitas vagas. Quando uma turma termina a capacitação, outra é imediatamente aberta para poder suprir a demanda. Apenas neste ano teremos 10 turmas”, pontua a gestora da Egepi.

Os cursos de aperfeiçoamento são para os servidores que atuam na área de gestão, tais como diretores, gerentes e coordenadores. Dentre as oportunidades, estão a de termo de referência para licitações públicas, contabilidade pública, gestão de contratos e convênios, elaboração de projetos e gestão de pessoas. As opções serão ainda mais amplas a partir do segundo semestre de 2017, quando a Escola de Governo terá a capacidade de ofertar mais de 60 cursos.

Para Luiz Maia, aluno do curso de Relações Interpessoais, o aprendizado vai além dos termos técnicos. “Dentro do ambiente de capacitação era notável o quanto tínhamos que melhorar o relacionamento profissional para desenvolvimento da função e, assim, melhorar a capacidade de se colocar no lugar do outro, aprender a escutar e repassar as informações para terceiros com presteza e desenvolver a capacidade de administrar as situações em crises. O curso mostrou-me que paciência e persistência sempre devem andar de mãos dadas”, afirma o servidor.


Há ainda os cursos de especialização, como gestão pública, gestão de pessoas, controladoria e auditoria aplicadas ao setor público e medicina veterinária.

“Trabalho diretamente com a área de licitações, contratos e execução orçamentária e os conhecimentos advindos do curso me possibilitaram implantar no meu ambiente de trabalho rotinas e procedimentos que primam pela transparência e respeito para a eficiente aplicação dos recursos públicos. Iniciativas como estas são essenciais para a melhoria da qualidade dos serviços ofertados e garantia da satisfação social”, aponta Marciano Machado, aluno do Curso de Especialização em Controladoria e Auditoria no Setor Público – UespiI/Egepi.

Fonte: Portal MN