Governo investe R$ 300 milhões em obras de mobilidade em Teresina

Entre as obras estão o rodoanel, a duplicação das BRs e o Elevado

Pavimentação, construção de viadutos e elevados, duplicação de pontes e vias federais, revitalização de avenidas. Essas são algumas das ações de mobilidade urbana que o Governo do Piauí realiza em Teresina com o objetivo de fomentar a economia e estimular o desenvolvimento da capital.

Recém inaugurado, o complexo da ponte Juscelino Kubitschek agora conta com cinco faixas de tráfego no sentido Centro-Leste, um passeio central para pedestres e ciclista, interligando o canteiro central das avenidas Frei Serafim e João XXIII, mais uma praça sob a ponte JK. As obras da reestruturação custaram R$ 31.686.491,73, incluindo a construção da ponte do Meio, dos acessos, reforma da ponte JK e implantação do passeio central. Já a construção das duas praças sob a via, está orçada em R$ 1.696.978,11.

Ponte Juscelino Kubitschek (Crédito: Francisco Gilásio)
Ponte Juscelino Kubitschek (Crédito: Francisco Gilásio)

"É uma obra de grande importância para Teresina. A terceira ponte, ou ponte do Meio, já começou a desafogar o trânsito e facilitar a trafegabilidade na região central da cidade, melhorando a qualidade de vida das pessoas. Já a praça, passa a ser uma opção a mais para a cultura local, transformando um espaço, antes degradado, em um ambiente agradável e aconchegante, com um anfiteatro e um mirante para o rio", destaca o governador Wellington Dias.

Rodoanel e duplicação das BRs

Com 95% já concluído, o Rodoanel de Teresina é outra importante obra de mobilidade executada pelo Governo do Estado. Após a inauguração, prevista para o mês de outubro, espera-se uma redução no tráfego de, pelo menos, 5 mil veículos de cargas que diariamente passam na área urbana da capital. A última etapa consiste na construção das alças do viaduto da BR 316, implantação dos dispositivos de segurança e sinalização. Ao todo, R$ 125 milhões foram investidos o Rodoanel.

Quanto à duplicação da BR 316, na qual estão sendo investidos mais de R$ 63 milhões, o diretor do Departamento de Estrada de Rodagens (DER), Castro Neto, garante que as obras seguem dentro do cronograma. Com 8,4 km de extensão, a via está com cerca de 60% dos trabalhos concluídos. A estrada contará com quatro viadutos, duas faixas de 7,2m, acostamento e faixa de segurança. Já as pistas marginais, terão duas vias, ciclovia de três metros e calçadas de dois. Além das pistas, serão feitos acessos, duas passagens de desnível e duas passarelas para pedestres.

Governador visitas obras do rodoanel (Crédito: Francisco Gilásio)
Governador visitas obras do rodoanel (Crédito: Francisco Gilásio)

A previsão de entrega da via é para o segundo semestre de 2018. “Teresina conta com poucos viadutos e nossas rodovias de entrada e saída não são duplicadas, o que ocasiona congestionamentos, acidentes e mortes. Agora, temos um grande investimento em mobilidade e essas obras facilitarão a vida do condutor, pedestre e ciclista, além de desafogar o trânsito. As obras serão um marco na mobilidade urbana da capital", avalia Castro Neto.

Elevado da Avenida Miguel Rosa

A este conjunto de obras soma-se o elevado da Avenida Miguel Rosa, onde mais de R$ 24 milhões estão sendo investidos. Com mais de 80% concluída, a obra visa dar mais fluidez ao trânsito de Teresina a Timon, no Maranhão, e do Centro da capital a bairros da zona sul. Após a finalização do cronograma da primeira etapa, a obra segue para um segundo momento, quando serão escavadas as trincheiras e instalados os sistemas de drenagem e desvio de adutoras. A previsão é de que o elevado seja entregue até o final do ano.

Elevado da avenida Miguel Rosa  (Crédito: Francisco Gilásio)
Elevado da avenida Miguel Rosa (Crédito: Francisco Gilásio)


Pavimentação e urbanização

Já dentre as ações que otimizam os principais acessos das regiões mais afastadas do Centro da capital, está a duplicação da estrada da Usina Santana, com 12 km de extensão e investimento de R$ 51 milhões.

Diversas famílias da zona rural também foram beneficiadas com a pavimentação poliédrica de quatro vias do povoado Cacimba Velha, onde foram aplicados recursos no valor de R$ 700 mil. "Éramos isolados, quando tínhamos algum problema de saúde, era complicado o atendimento por causa das estradas ruins. Agora, melhorou muito, até a minha clientela aumentou", conta a dona Janete, artesã local.

As obras de urbanização do Governo do Piauí na capital também contemplam a avenida Nossa Senhora de Fátima, na zona leste. Com investimento de mais de um R$1.300 milhão, a revitalização dessa área consolidada como polo gastronômico também representa um avanço no turismo da capital. "O projeto contempla a padronização das calçadas com nivelamento, ou seja, retirada dos obstáculos para que as pessoas com deficiência não tenham dificuldade de mobilidade. Há ainda a padronização do canteiro, a melhoria da iluminação e a implantação de sinalização horizontal", afirma o secretário de Estado dos Transportes, Guilhermano Pires.

 (Crédito: Francisco Gilásio)
(Crédito: Francisco Gilásio)
 (Crédito: Francisco Gilásio)
(Crédito: Francisco Gilásio)
 (Crédito: Francisco Gilásio)
(Crédito: Francisco Gilásio)


Fonte: Com informações do Portal do Governo