Grávida enfia pimenta na vagina da amante do marido e posta fotos

Jovem flagrou o marido na cama com outra mulher

Diz o ditado popular que pimenta nos olhos dos outros é refresco – há ainda uma versão mais baixa da frase, que envolve o orifício anal. A história a seguir mostra que usar temperos de formas não convencionais, apesar de ser uma vingança atraente para muitos, é tortura pode levar uma pessoa, inclusive, à prisão.


Ly Chanel, uma vietnamita de 23 anos, deve ter pensado nesse ditado quando encontrou o seu marido, Chien Keo, de 24 anos, com outra mulher na cama de um motel. Por isso mesmo, resolveu colocar um punhado de pimenta vermelha na vagina da amante. E divulgou fotos da cena nas redes sociais.

O episódio aconteceu semana passada e foi divulgado nesta quarta-feira (26) pelo Daily Mail . De acordo com a publicação, desconfiada da fidelidade do marido, Ly seguiu Keo até um motel, invadiu o local e torturou a mulher que estava deitada com ele.


Ly e Keo são casados há sete meses e ela está grávida de três meses. A vietnamita teria começado a desconfiar do marido por conta da demora de Keo em chegar em casa.

Tortura

Devido à desconfiança que alimentava, Ly chamou quatro amigas para acompanhá-la na empreitada contra o marido. Segundo o Daily Mail , ela esperou pouco tempo para agir depois que o marido entrou no motel.

Invadindo o quarto, Ly gritou com o casal de amantes que ali faziam sexo e decidiu pela vingança mais dolorida que conseguiu imaginar: um punhado de ardor na vagina da amante.

Com luvas de látex, Ly colocou o tempero na vagina da amante do marido, enquanto três de suas amigas seguravam a vítima. Uma quarta cúmplice tirou fotos da cena, agravando a humilhação.

Repercussão

Ly publicou as imagens na internet, explicando a situação para todos os seus amigos. "Como ele quer cuidar de mim e do seu futuro filho, se me trai com outra mulher?", escreveu a esposa traída.

"Uma mulher destruiu a minha família. Nós mulheres podemos perdoar facilmente, mas jamais vamos esquecer. O ciúme é doloroso. Agora ela sabe disso", legendou Ly.

Nos comentários das fotos, Ly foi criticada pela ação de tortura e por ter focado seu ódio na amante, esquecendo que seu marido era quem tinha um compromisso com ela.

Segundo a polícia da província de Nguyen, no nordeste do Vietnã , onde aconteceu o caso, a vítima da tortura não chegou a fazer qualquer queixa.

No entanto, mesmo sem queixas, a atitude de Ly, registrada nas redes sociais, pode ser considerada crime. Se a pimenta causar qualquer dano na mulher torturada, Ly terá que pagar uma multa de cerca de 100 libras, o equivalente a R$ 412.


Fonte: iG