Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Greve de motoristas e cobradores chega ao fim após 85 dias em Teresina

Em nota, o Sintetro informou que os ônibus voltarão a funcionar normalmente na próxima segunda-feira (10).

Compartilhe

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários - Sintetro anunciou na tarde deste sábado (08), o fim da greve dos motoristas e cobradores do sistema de transpote urbano de Teresina que já durava 85 dias. 

Em nota, o Sintetro informou que os ônibus voltarão a funcionar normalmente na próxima segunda-feira (10), porém apesar do fim da greve seguirão exigindo o cumprimento do protocolo de segurança contra o coronavírus. 

"Trabalhadores do sistema de transporte urbano de Teresina suspendem a greve, mas exigem que os empresários cumpram com os protocolos de segurança contra uma possível contaminação do Covid-19. [...] Na tentativa de sanar o desgaste ocasionado diante de uma realidade vivida pelos trabalhadores do transporte urbano, em plena pandemia do coronavírus, onde alguns foram contaminados, outros perderam suas vidas, e entes queridos." diz o Sintetro.

Fim da greve - Foto: Meio Norte

A decisão do fim da greve foi tomada durante uma assembleia que aconteceu na manhã deste sábado, onde contou a presença do advogado Dr. Otoniel Bisneto, onde foram esclarecidas várias dúvidas dos trabalhadores, e algumas orientações sobre os próximos passos que serão dados pelo sindicato, de forma que uma das prioridades é que os trabalhadores tenham toda a assistência necessária por parte da assessoria jurídica para atendê-los prontamente em suas solicitações, de acordo com a necessidade apresentada, dentro do previsto do que lhes cabe como associados.

“Queremos que o protocolo seja diferente do que foi aplicado para os 30% que retornaram antes da suspensão da greve, queremos a proteção devida contra esse inimigo que ai está. Os patrões durante a greve, se mostraram e ainda se posicionam de forma irredutível, foram muitas as tentativas de negociações através do sindicato para um dialogo aberto, que viesse a mudar esse cenário, onde se possa ter respeito pelos trabalhadores, pelos direitos adquiridos ao longo dos anos, por uma categoria que trabalha levando vidas." disse o presidente do Sintetro, Ajuri Dias.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar