Hemopi realiza transfusão de sangue raro

Paciente beneficiado só tinha dois doadores compatíveis no Brasil

O Centro de Hemoterapia e Hematologia do Piauí (Hemopi) realiza, nesta quinta-feira (24), às 9h, mais uma transfusão de sangue raro no Estado. O paciente beneficiado é uma criança de cinco anos, da cidade de Floriano, que sofre de uma doença igualmente rara chamada Osteopetrose. 

Em todo o Brasil, existem apenas dois doadores irmãos compatíveis com o paciente do Piauí, que possui sangue com Rh nulo. A bolsa de sangue que será transfundida foi coletada no Hemominas (MG). Após a realização de todos os testes para a confirmação da compatibilidade em 100%, o Hemopi vai realizar o procedimento. 

Hemopi (Crédito: Reprodução)
Hemopi (Crédito: Reprodução)

"Aqui no Hemopi tivemos toda a preocupação com a segurança transfusional e o nosso compromisso é oferecer o melhor sangue 100% compatível para todos os pacientes. Esse é o diferencial do nosso Hemocentro. A equipe de Imuno-Hematologia tem trabalhado na identificação de fenótipos e anticorpos irregulares raros e na criação de um banco de doadores fenotipados", explica o diretor técnico do Hemopi, Luís Ivando.

Esta é a segunda vez que o Hemopi realiza esse tipo de procedimento com fenótipos raros no Piauí. 

Fonte: Portal Meio Norte