mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

HGV realiza a primeira cirurgia cardíaca no sábado (8)

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, informou que a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) já está construindo um fluxo de pacientes.

O Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teresina, dá um importante passo em prol da saúde dos piauienses com a realização, no sábado (8), às 8h30, da primeira cirurgia cardíaca na instituição. A implantação do Serviço Público de Cirurgia Cardíaca é parte das comemorações dos 80 anos do hospital e deve ampliar a realização de procedimentos de alta complexidade.

Até agora, em todo o Piauí, apenas o Hospital Universitário vinculado à Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) e um hospital particular na capital realizam cirurgias cardíacas por meio do Sistema Único de Saude (SUS). Porém, a partir de amanhã, essas instituições recebem um apoio no amparo aos pacientes.

Hospital Getúlio Vargas (Foto: ascom)Hospital Getúlio Vargas (Foto: ascom)

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, informou que a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) ainda está construindo um fluxo de pacientes, mas o HVG já entra como opção. 

O HGV começa com as cirurgias de revascularização de miocárdio e cirurgias de válvulas cardíacas. A diretoria da instituição afirma que a demanda nessa área é grande e que o sábado será histórico.

“Para nós é um dia histórico porque a relização de uma cirurgia cardiaca é um sonho de muita gente. É um benefício enorme para a nossa população tão carente nessa área. Nós temos uma demanda muito grande no estado [Piauí] e agora o Getúlio Vargas é mais uma opção pública de tratamento dos pacientes com probelmas cardíacos que precisam de cirurgia”, relata Osvaldo Mendes.

O cirurgião cardíaco Daniel Siquiera informou que além do centro cirúrgico, o novo setor de cirurgias cardíacas do HGV também deve contar com 10 leitos Unidade de Terapia Intensiva. “Vamos iniciar uma série de cirurgias e montar um serviço estruturado de cirurgia cardiaca que é muito amplo, envolve Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e ambulatório. O paciente de sábado, que vai ser a primeira cirurgia dessa nova área, representa, de forma simbólica, a imensa quantidade de pacientes na fila por cirurgias cardíacas no Piauí”, frisa.

Italo Rodrigues, presidente da Fepiserh, celebra o início das cirurgias cardíacas no HGVItalo Rodrigues, presidente da Fepiserh, celebra o início das cirurgias cardíacas no HGV

O presidente da Fepiserh, órgão que administra o HGV, Ítalo Rodrigues, destaca a grandiosidade do Hospital Getúlio Vargas. “O HGV inclui mais uma especialidade cirúrgica, reforçando a sua posição de referência em alta complexidade. Trata-se de algo novo no Piauí. Hoje não temos cirurgia de coração na rede pública. Os hospitais privados conveniados ao SUS são quem realizam esse serviço, portanto, temos uma demanda reprimida”, destaca Ítalo Rodrigues

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail