Homem detonou bomba caseira em Manchester, diz polícia

Não há, porém, mais informações sobre o homem-bomba

A polícia de Manchester informou, na madrugada desta terça-feira (23), que a explosão que matou 22 e feriu 59 na segunda (22), após show da cantora americana Ariana Grande em Manchester, no Reino Unido, foi provocada por um suicida, que detonou uma bomba caseira.

Não há, porém, mais informações sobre o homem-bomba. O agente policial informou que há uma investigação em curso para identificar o responsável pelo ataque e para descobrir se ele agiu sozinho ou como parte de uma rede terrorista.

Hopkins confirmou que o homem morreu na detonação da explosão, mas não explicou se ele está incluindo entre os 22 mortos anunciados.

Homem detonou bomba caseira em Manchester, diz polícia
Homem detonou bomba caseira em Manchester, diz polícia


Crianças entre os mortos

Segundo o chefe de polícia de Manchester, Ian Hopkins, o homem detonou a bomba caseira enquanto milhares – maioria de adolescentes - deixavam a arena onde a cantora havia realizado seu show.

Segundo a polícia local, entre os mortos há crianças, mas esse número ainda não foi divulgado. “Posso confirmar que há crianças entre os mortos”, afirmou Hopkins.

Homem detonou bomba caseira em Manchester, diz polícia
Homem detonou bomba caseira em Manchester, diz polícia


O estrondo foi ouvido por volta das 22h35 (18h35, no horário de Brasília) ao final do show da cantora americana Ariana Grande, que tem um público majoritariamente formado por crianças e adolescentes. Segundo a Manchester Arena, o incidente ocorreu do lado de fora, em um espaço público.

Fontes de inteligência dos Estados Unidos disseram à rede CNN que investigadores identificaram um homem no local como um provável suicida.

Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com