Homem é preso suspeito de ajudar a matar a ex-mulher

Segundo a polícia, ele não aceitava o fim do relacionamento

O ex-marido da cabeleireira Lorraine Fernandes, de 32 anos, que foi encontrada morta após 20 dias desaparecida, foi preso na terça-feira (16) suspeito de mandar matá-la, em Inhumas. Segundo a Polícia Civil, o representante comercial Rogério Trindade do Couto, de 38 anos, não aceitava o fim do relacionamento. Dioy Belamino dos Reis, de 18, também foi preso suspeito de atirar contra a vítima.

Lorraine desapareceu no dia 26 de dezembro após sair para ir ao banco. O carro dela chegou a ser encontrado abandonado e com uma marca de tiro na porta. O corpo da cabeleireira foi achado em um canavial da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, Rogério e Dioy são amigos há muitos anos. O ex-marido de Lorraine, inconformado com o fim do casamento, prometeu pagar R$ 5 mil ao jovem para cometer o crime. As investigações apontam ainda que o mandante do crime também ajudou o comparsa, amarrando a mulher antes que ela fosse baleada.

A Polícia Civil chegou a criar uma força-tarefa para resolver o caso e a família fez uma campanha para buscar informações sobre onde estaria a cabeleireira. A filha de 14 anos da vítima chegou a dizer o quanto sentia falta da mãe. “Tudo eu fazia com ela. Sair, brincar. Ela me levava no colégio, buscava. Que ela apareça bem. Viva”, pediu.

Lorraine deixa ainda outra filha de 17 anos e mais um filho de 11 anos de idade.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com