Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Homem ganha mais de R$ 1 mil ao capturar cobra gigante com as mãos

Captura da cobra de cinco metros de comprimento

Homem ganha mais de R$ 1 mil ao capturar cobra gigante com as mãos
cobra | divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp

Um caçador de cobras capturou uma píton de cinco metros de comprimento com as próprias mãos na Flórida, nos Estados Unidos. Dusty ‘Selvagem’ Crum fez a captura da cobra enquanto caminhava pelo parque nacional Everglade. Essa foi a maior píton já pega no parque.


Mais tarde, foram descobertos dentro da cobra 78 ovos – que foram retirados para prevenir o nascimento de mais serpentes. Crum disse que a batalha contra o animal foi como uma disputa entre os profissionais da luta livre André the Giant e Hulk Hogan.

Crum está participando de um projeto do Setor de Gestão da Água do Sul da Flórida (SFWMD), que visa a erradicação das pítons. O homem, que também trabalha com o cultivo de orquídeas, já fez várias capturas dentro do programa – inclusive uma que foi transmitida ao vivo pelo Facebook.

 src=


Mas essa foi a maior serpente capturada em toda sua carreira e também no parque Everglades. E o americano com certeza está sendo bem pago por esse trabalho perigoso: o SFWMD oferece US$ 8,10 (R$ 25,57) por hora além de incentivos.

Dependendo do animal capturado, existe um bônus imediato de US$ 50 (R$ 157,84) para cobras maiores que 1,2 metros e US$ 25 (R$ 79) para cada 30 centímetros além de 1,2 metros. Pela píton gigante, Crum recebeu US$ 375 (R$ 1.183,80), um valor equivalente ao que receberia caso vendesse a pele do animal.

Pítons

Por mais que tenha sido a maior serpente capturada em Everglades, a caça de Crum não é a maior do sul do estado da Flórida. O recorde pertence a um réptil que media 5,5 metros e pesava mais de 72 quilos.

A estimativa dos pesquisadores é de que entre 30 mil e 300 mil pítons ocupem o sul da Flórida e esse número deve continuar a crescer. A espécie invasiva é o terror de guaxinins, coelhos, aves e até jacarés.

Uma cobra fêmea comum reproduz a cada dois anos, com ninhadas entre 20 e 50 ovos, e pode viver por mais de 20 anos. A partir do programa do SFWMD, que teve início há 48 dias, já foram capturadas 78 cobras.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×