Homem mata companheira com tiro no rosto no PR

Crime teria sido motivado por ciúme

O suspeito pela morte de Renata Lopes Cordeiro, de 24 anos, assassinada com um tiro no rosto em Paranaguá, litoral do Paraná, pode se apresentar à Polícia Civil nesta segunda-feira (26). Bruno Patrick Gonçalves, de 20 anos, matou a companheira no início da manhã de sexta-feira (23), na casa onde eles moravam, na Vila Rute.

De acordo com informações do delegado Nilson Diniz, titular da Delegacia da Polícia Civil de Paranaguá, o crime aconteceu pouco antes da 6h da manhã. O corpo de Renata foi encontrado no terreno onde fica a casa do casal e dos pais de Bruno. Os familiares do suspeito afirmaram que Bruno fugiu em uma bicicleta gritando “Eu matei ela” (sic).

Segundo o delegado, a provável motivação do crime seria por ciúme. “Ainda precisamos ouvir o suspeito para ter certeza, mas parece que eles tiveram uma discussão por ciúme”, explicou.

A arma usada no crime foi apreendida pela polícia, que já está fazendo o pedido de prisão do suspeito junto à Justiça.

O casal estava junto há aproximadamente dois anos e Renata deixou uma filha de quatro anos.


Image title

Fonte: com informações do R7