Homem matou mulher porque ela se recusou fazer atividades doméstica

O crime praticado por Julimar é enquadrado como feminicídio

Preso depois de assassinar a companheira com pedradas e golpes de foice, na zona rural da cidade de São Miguel do Tapuio, Julimar Gomes da Silva, 22 anos, disse em depoimento a polícia que cometeu o crime porque vítima, Samara Silva Vieira Lima, teria se recusado a fazer os trabalhos domésticos.

“Ele convivia com a vítima há quatro meses, apenas. Ele disse no interrogatório que há alguns dias o casal vinha se desentendendo. E que a última atitude dela era de não fazer mais as atividades do lar. Ele alega que foi isso que o levou a praticar o crime”, revela o delegado de Castelo do Piauí, Francírio Queiroz.

Segundo o delegado, o crime praticado por Julimar é enquadrado como feminicídio. “É um crime de homicídio qualificado pelo fato a vítima ser mulher e praticado no contexto de violência domestica, familiar e pelo menosprezo a figura feminina”, diz Francírio.


Fonte: Com informações do Campo Maior em Foco
logomarca do portal meionorte..com