Homem morre após espancamento e amigos suspeitam de homofobia

Walteres já tinha sido vítima de tentativa de homicídio

Walteres Peixoto, 30 anos, foi a óbito após sofrer espancamento no município de Piripiri. Amigos acreditam que tenha sido vítima de homofobia, por conta de sua condição sexual.

O espancamento ocorreu domingo (7). Desde então, estava hospitalizado e, nos primeiros minutos desta terça-feira (9), ele faleceu.

Gerson Renato, presidente do GGP (Grupo Gay de Piripiri), que está acompanhando o caso, e esteve na Delegacia de Polícia Civil. Um inquérito será aberto e perícia foi solicitada pela polícia.

"Ele morava em Teresina e veio antes do Natal para ficar na casa da mãe. Só soubemos hoje do espancamento", disse Gerson, que lembrou que Walteres já tinha sido vítima de tentativa de homicídio, em THE, por mais de uma vez, levando três tiros e ainda esfaqueado em outra situação.


Fonte: Com informações do Piripiri Reporter
logomarca do portal meionorte..com