Homem paraplégico estaciona em vaga para deficiente e é multado

O policial não viu o adesivo e resolveu multá-lo em R$ 320

Um homem paraplégico, identificado como Ben Williams, recebeu uma multa por estacionar em uma vaga especial para deficientes físicos e abriu um processo judicial para revogá-la, cinco anos após o ocorrido.

O caso aconteceu em Melboune, Austrália. Ben Williams encontrou a multa no valor equivalente a R$ 320 em seu para-brisa após ele ter estacionado em uma vaga para deficientes em setembro de 2012.

O homem de 49 anos, que ficou paralisado devido a um acidente de carro quando tinha apenas 13 meses de idade, disse que tinha o adesivo de permissão para estacionar no local, mas naquele dia ele não estava à vista.


“Eu entendo que o policial tenha dado a multa. Eu não tenho problema algum com isso. Mas o adesivo pode ter caído; ele sempre está no meu carro, eu não tenho outro carro,” disse Williams.

Ele foi à delegacia e foi instruído a enviar uma carta para requerer que a multa fosse cancelada, mas mesmo fazendo isso, os oficiais emitiram um mandado.

Williams disse que enviou uma cópia da sua autorização para estacionar na vaga à delegacia e ao departamento de infrações quatro vezes desde então, mas os responsáveis se recusaram a aceitá-la.

“Isso é uma loucura,” ele disse. “Eu forneci a eles uma cópia da permissão, então deveria ser ‘Ok, muito obrigado, até mais.’”


Em um dado momento ele ouviu que se não pagasse a multa, sua carteira de habilitação não seria renovada. “Enviei a minha autorização diversas outras vezes, mas eles não a aceitaram, então eu decidi entrar na justiça,” ele contou.

A queixa será julgada pelo magistrado local em breve.

A Polícia de Victoria – que tem o poder de revogar multas – não quis comentar o caso devido ao fato do processo já estar na justiça, mas admitiu que “isso não deveria ter chegado a este ponto”.

Eles afirmam que Williams deveria ter pedido a revogação antes, o que significa que a questão talvez tenha que retornar à delegacia que foi contatada inicialmente.

Williams disse que esta pode ser uma lição para que todos os conselhos locais pensem em adotar uma permissão que fique pendurada no espelho retrovisor em vez de um adesivo.

“Em algumas ocasiões o adesivo pode cair,” disse ele.

Fonte: Yahoo
logomarca do portal meionorte..com