Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Hospital de Campanha Pedro Balzi será coração de sistema contra Covid

De acordo com a pesquisa de investigação sorológica realizada pela Prefeitura de Teresina, deve haver cerca de 8 mil pessoas infectadas com coronavírus em Teresina.

Compartilhe

“Estamos nos preparando para o que virá”, afirmou o prefeito Firmino Filho, durante visita ao Hospital de Campanha Padre Pedro Balzi, na manhã deste sábado (01), em companhia do senador Ciro Nogueira. O prefeito vistoriou a estrutura do hospital, que está quase finalizado, já recebendo os equipamentos, e destacou a importância de continuar com o distanciamento social na capital.

A estrutura do Hospital de Campanha Padre Pedro Balzi está instalada no Centro de Treinamento de Badminton, no Setor de Esportes da Universidade Federal do Piauí, e será composta por 86 leitos – sendo 05 de estabilização – para atendimento a casos de baixa e média complexidade decorrentes da Covid-19.

“Teresina está pensando em salvar vidas. Na nossa cidade, de cada três adultos, um faz parte de grupo de risco. Nós temos que ser muito responsáveis e agir com seriedade e firmeza. A Prefeitura tem 20 unidades básicas de saúde e 10 hospitais dedicados ao atendimento de pessoas com sintomas de Covid-19. O Hospital Pedro Balzi será o coração desse sistema e vai direcionar as pessoas internadas para os hospitais, de acordo com a complexidade. Estamos aumentando a quantidade de leitos na rede pública e contratando cerca de 30 leitos de UTI na rede privada, para nos precavermos. A situação é séria e cada vida é muito importante”, alertou o prefeito.

De acordo com a pesquisa de investigação sorológica realizada pela Prefeitura de Teresina, deve haver cerca de 8 mil pessoas infectadas com coronavírus em Teresina. Desse total, 31% são profissionais liberais e autônomos.

“O que faz Teresina apresentar uma realidade diferente de Manaus, Fortaleza e São Luís, hoje, é que nós iniciamos o distanciamento social cedo, na época correta. Foi essa decisão que nos permitiu ter tempo para preparar novas estruturas, como os hospitais de campanha, para o que virá. Não podemos parar o isolamento agora, quando os casos da doença estão crescendo de forma rápida”, encerrou Firmino.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar